Hotel em Koh Rong: Conheça o Palm Beach Bungalow Resort

Koh Rong foi mais do que uma simples parte da minha viagem pelo Camboja, foi na verdade um retiro de autoconhecimento. Um tempo que tirei para mim, afastado de tudo que convivo normalmente… um tempo para pensar, descansar e me descobrir.

A experiência de ficar isolado do mundo em uma ilha no Camboja foi algo surpreendente. Hoje somos tão dependentes do mundo virtual, das redes sociais e da tecnologia, que quando pensamos em ficar um tempo longe de tudo isso não sabemos realmente como vamos reagir.

Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

Além de decidir ir para uma ilha que ainda é pouco explorada, no sul Camboja, eu optei por ficar em uma dar áreas mais isoladas da ilha – um paraíso realmente escondido.

Sem conexão com o mundo fora da ilha, sem luz na maior parte do tempo, sem TV, sem celular…. apenas com uma praia paradisíaca, uma varanda, uma rede e a natureza ao meu redor. Assim foi minha experiência em Koh Rong e foi simplesmente um momento único na minha vida.

Koh Rong, Camboja

Apesar de se intitular resort, o hotel que me hospedei em Koh Rong não tinha luxo ou qualquer regalia – era simples, honesto e confortável para a proposta que oferecia.

Palm Beach Bungalow Resort, meu hotel em Koh Rong

Como eu sempre faço, vou comentar alguns pontos sobre o hotel separadamente e no final eu passo o link para reserva – caso você também queria ficar por lá

Atendimento

O Palm Beach Bungalow é um hotel bem familiar. Os donos são um casal – ela cambojana e ele europeu. O atendimento é feito por eles mesmos, apesar da dona cuidar mais da cozinha.

Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

O marido é quem recebe os viajantes e não faz nenhuma cerimónia – foi ele quem me buscou de barco no pier de Sihanoukville.

Se você não acompanhou os últimos posts, dá uma olhada nesse link e veja um panorama geral sobre Koh Rong:

 Koh Rong, tudo que você precisa saber

Voltando a falar do atendimento….  Bom, o proprietário tinha uma pinta de aposentado e passava boa parte do dia no bar do resort – não vou negar, ele gostava de uma cachacinha! Ficava o dia todo bebericando alguma coisa e no final do dia estava mais vermelho que um pimentão

Adorava puxar papo, contar histórias e dar risada. A mulher dele era muito querida, apesar de ser mais fechada – acredito por refletir as características do povo cambojano.

Bom, resumindo.. o atendimento é bem pessoal, sem formalidades. Eu não tenho nada a me queixar desses dias que passei por lá – mas não estranhe de ver o dono super animado no bar do resort.

Conforto

O resort oferece algumas opções de bangalôs, tanto para casais quanto para grupos maiores. Alguns são mais próximos da praia, mas nada que justifique pagar muito a mais por isso. Melhor fazer como eu e pegar a opção mais em conta.

Meu bangalô no Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

O meu bangalô era simples, mas tinha seu charme. Era todo de madeira, com pequenas janelas, um banheiro e uma varanda que era ótima para passar o tempo…

Meu bangalô no Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

A cama era de casal e tinha um mosquiteiro – super importante para proteger dos insetos. Não vou dizer que era a cama mais confortável que já dormi, mas para a proposta do lugar era bem aceitável.

O banheiro era beeeem simples, todo de madeira e apenas com o básico do básico – mas apesar da água ser bem controlada, não chegou a faltar em nenhum dia.

O chuveiro era pinga pinga – não vá esperando uma ducha! Não existe um box para você tomar banho, então vai molhar tudo mesmo.

Meu bangalô no Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

A descarga do banheiro era a parte mais chatinha, pois não existia na verdade! Então eu enchia um pouco do balde azul (que você viu na foto) e jogava no vaso – bem roots mesmo!

Pra refrescar apenas um ventilador bem simples no quarto – mas como não tinha luz a noite, o jeito era dormir no calorão.

Levando esses aspectos numa boa, o hotel está de acordo com a proposta

Estrutura

O resort tem um bar/restaurante bem legal, com uma decoração interessante e opções variadas no cardápio.

Restaurante do Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

Por ser afastado de tudo, inclusive da região central da ilha, esse restaurante era a única opção que eu tinha para comer – o que é um ponto não muito positivo.

A comida era boa, apesar de um pouco gordurosa pra mim. Nesse aspecto eu senti um pouco de falta de ter mais opções por perto. Senti falta também dos bons sucos que eu amava tomar na Tailândia – ali só tinha suco de caixinha e olhe lá.

Onde comer em Koh Rong - Os preços no cardápio estão em dólar
Os preços no cardápio estão em dólar

No lado de fora do restaurante existem mesas e algumas redes para você curtir o visual da praia e relaxar. Já a noite, enquanto tem luz, a iluminação do restaurante dá ao lugar um clima bem especial.

Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

Bar/Restaurante do Palm Beach Bungalow, em Koh Rong

Bom, ainda sobre a estrutura…. as cadeiras de praia eram todas de madeira, bem simples. Mas, novamente, estavam de acordo com a proposta.

Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

Eu não sei se relevei muita coisa ou se realmente entrei no clima do lugar. Talvez algumas coisas me incomodassem mais em outros lugares, mas ali eu estava levando tudo numa boa.

Ahhh e também tinha caiaque a vontade, ponto positivo!

Localização

Como eu comentei antes, eu decidi ficar em uma área mais isolada de Koh Rongno norte da ilha.

Essa área só não é praticamente deserta pois existe uma pequena vila com moradores da ilha, mas não existe qualquer estrutura além do que é oferecido pelo resort.

Se o seu intuito não for o mesmo que o meu, pode ser que ficar na região mais central da ilha seja uma opção melhor. Caso a sua ideia seja a mesma que a minha, a localização é muito boa!

Pequena vila ao lado do hotel, em Koh Rong
Pequena vila ao lado do resort…

Apenas para você ter ideia, praticamente em frente ao resort existe uma pequena ilha privativa, onde existe um resort de alto luxo. Essa pequena ilha é particular e apenas os ricos hóspedes tem acesso a ela.

Song Saa Private Island

Esse hotel se chama Song Saa Private Island e é um 5 estreles exclusivíssimo – as diárias por lá giram em torno de cinco mil reais. Caso queria reservar, fique a vontade… e lembre-se de fazer a reserva pelo link do blog e garantir o presente de natal do blogueiro ;) rsrs

Song Saa Private Island, Camboja

Reserve aqui o Song Saa Private Island!

Mas sério, apenas para você ter uma ideia… essa pequena ilha é tão próxima de onde eu fiquei que se eu fizesse xixi na água, os ricos lá do outro lado iam sentir o quentinho – não que eu tenha feito isso

Observações importantes

Bom, quando eu digo que a ideia era ficar em contato direto com a natureza, eu digo isso para você estar preparado para TUDO que existe em um ilha como Koh Rong e isso inclui a visita de alguns animaizinhos… dentre eles macacos, lagartos, borboletas, pernilongos, entre outros que prefiro não comentar.

Assustado

Meu maior e mais absoluto pânico era ver alguma aranha gigante!!! Maaaas, pela benção de Buda, nenhuma delas foi me visitar.

Ao contrario de um lagarto que todo dia aparecia no meu quarto.. eu não gostava muito, mas fazer o que.. território dele né!?!

Macacos eu não vi nenhum de perto, mas é melhor sempre manter as janelas fechadas quando você não estiver…. eles são malandrinhos! rsrsrs

Como chegar no Palm Beach Bungalow Resort

Por estar localizado no norte de Koh Rong, afastado do centro, a melhor forma de chegar lá é combinando o transporte diretamente com o hotel.

Após fazer minha reserva pelo Booking eu mandei um e-mail para eles e combinei o transfer saindo de Sihanoukville.

Se você não viu como foi minha aventura para chegar na ilha, dá uma olhada no post anterior:

 Veja aqui como foi viajar de ônibus pelo Camboja

Conclusões gerais

O Palm Beach Bungalow Resort é uma opção para quem quer realmente um tempo afastado de tudo – sem roteiros, sem programação, sem hora para chegar ou sair.

Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

A experiência pra mim foi super válida pois era o que eu estava buscando. De qualquer forma eu fiz questão de destacar todos os pontos sobre o hotel e localização para você ver se é isso mesmo que você está procurando

Valores

Eu achei o valor da diária super acessível. Para um bangalô como o meu, a diária fica em torno de R$ 87,00 reais. Se quiser ficar em um bangalô próximo do mar, a diária sobe para cerca de R$ 98,00 reais.

Também existem opções de bangalôs para família e grupos maiores – além de uma bangalô estilo casa na árvore para quem pode gastar um pouco a mais.

Palm Beach Resort, Koh Rong - Camboja

Como o resort não é muito grande, eu recomendo que você faça sua reserva com um pouco de antecedência – assim não corre o risco de ficar sem o bangalô da sua preferência

CLIQUE AQUI E RESERVA AGORA!

Para terminar, um pedido simples que pode me ajudar muito. Sempre que você for reservar um hotel através do Booking, que é um dos sistemas de reservas mais confiáveis do mundo, faça através de um dos links aqui do blog.

Como o blog é parceiro do Booking, você estará contribuindo para manter o blog ativo e não vai gastar nada a mais com isso! Aproveite também para fazer o seu seguro viagem, que é super importante em uma viagem pelo Sudeste Asiático! Leitores aqui do blog tem 15% de desconto na contratação, veja aqui mais informações e pegue o seu cupom de desconto!

Caso queira ver outras opções de hospedagem em Koh Rong, acesse esse link do Booking:

Hospedagens em Koh Rong

Bom, se tiver qualquer dúvida sobre o hotel ou sobre a ilha, fique a vontade para deixar um comentário por aqui. A gente se fala, a gente se vê… um beijo, um queijo, um abraço, fuuuui!

mondial-pos-2016

Meu Primeiro Mochilão

About The Author

Robson Franzói é um curitibano de 27 anos, formado em design e obcecado por descobrir coisas novas. Em 2012 decidiu correr atrás dos seus sonhos e no seu primeiro mochilão descobriu sua grande paixão: viajar! Amante também da fotografia, o garoto criou esse blog para compartilhar suas histórias, aventuras e clicks pelo mundo. Suas fotos já estão ficando conhecidas, aproveite e acompanhe o Instragram @blogumviajante

Related posts

2 Comments

  1. roberto

    Vou para Koh Rong Sanloem e vou ficar hospedado em um bungalow do MadMonkeys hostel. Mesmo sendo em ilhas distintas, porém próximas, as suas dicas foram super importantes.
    Obrigado

    Reply
    1. Robson Franzói

      Opa… que bom Roberto!! Fico feliz em saber que as dicas do blog te ajudaram. Espero que faça uma viagem incrível!!!

      Depois volta aqui pra me contar como foi Abraço!!!

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *