La Maison Picassiette, a incrível casa dos mosaicos de Chartres

La Maison Picassiette, em Chartres, na França, é uma obra fascinante e ainda pouco conhecida. Uma casa coberta de mosaicos que nos faz viajar na imaginação e dedicação do homem que a criou.

Como eu comentei no post anterior, Chartres guarda segredos e lugarzinhos encantadores. O primeiro que visitei, logo que cheguei na cidade, foi a Maison Picassiette, uma casa diferente de qualquer outra que você possa ter visitado.

Maison Picassiette, Chartres - França

Localizada em uma região um pouco afastada do centro histórico de Chartres, a Maison Picassiette é uma atração peculiar e até inesperada, perfeita para quem busca fugir dos roteiros tradicionais e gosta de descobrir histórias particulares em cada destino.

A casa dos Mosaicos de Chartres

Tente imaginar uma casa onde absolutamente tudo é coberto por mosaicos: os pisos, as paredes, o teto, as janelas, os jardins e até os móveis e objetos de decoração. Assim é a Maison Picassiette, a obra de um aposentado que começou como um simples passatempo.

A Casa dos Mosaicos nos encanta pela delicadeza e dedicação visível em cada detalhe. Entre flores e ornamentos, vamos descobrindo pela visita o amor do artista pela cidade de Chartres e por sua religião.

Um pouco da história da Maison Picassiette

A Casa dos Mosaicos de Chartres foi construída por um homem chamado Raymond Isidore, casado com a senhora Adrienne Dousset.

Raymond Isidore e sua mulher Adrienne.

Quando comprou seu terreno, em 1929, Isidore não imagina que construiria ali uma obra que seria uma herança cultural para a cidade de Chartres. Sua intenção era simples: colocar um teto sobre a cabeça da sua família.

Por volta de 1938, quando a construção da casa já estava finalizada, Isidore saiu para caminhar pelos campos e encontrou pequenos pedaços de vidro quebrado, cacos de porcelana e louças. As cores e o brilho do material chamaram a sua atenção e ele decidiu lavar as peças para casa – ainda sem uma intenção definida.

O material ficou um tempo empilhado em seu jardim, até que lhe veio a ideia de decorar algumas paredes da casa com mosaicos.

Foi assim que ele começou uma obra que durou quase vinte e cinco anos. Isidore não decorou apenas algumas paredes, mas também os muros, os pisos, o teto e todos os móveis e itens da casa.

Mosaicos Picassiette, Chartres - França  

Mosaicos Picassiette, Chartres - França  

Casa de Mosaicos Picassiette, Chartres - França

Dizem que na época a obra ficou conhecida na cidade e algumas crianças passaram a levar louças quebradas para ajudá-lo na construção.

Isidore começou decorando o interior da casa, depois a parte externa, os pátios, os jardins, a capela e por fim a gruta azul. A obra foi finalizada em 1962.

Mosaicos Picassiette, Chartres - França

Infelizmente Isidore faleceu dois anos após a conclusão da obra e um dia antes do seu aniversário de 65 anos.

Apesar de algumas pessoas desprezarem seu trabalho na época, Isidore conseguiu ver seu trabalho reconhecido. Muitas pessoas começaram a visitar sua casa, a qual ele mostrava com prazer.

Vale a pena visitar a Maison Picassiette

A visita na Casa dos Mosaicos de Chartres é muito rápida e pode ser facilmente encaixada no seu roteiro pela cidade. Apesar da riqueza de detalhes, você não leva mais do que 40 minutos para ver tudo com calma.

Eu achei a visita bem interessante, ainda mais por se tratar de algo ainda pouco conhecido por quem passa por Chartres.

Se conseguir encaixar no seu roteiro, eu acho a visita super válida!

Informações para visitar a Maison Picassiette

Como eu comentei, a Maison Picassiette fica um pouquinho afastada do centro histórico de Chartres. Para chegar lá você pode ir de taxi/uber, como eu fiz, ou ir de ônibus.

Eu não cheguei a usar o transporte público em Chartres, até porque dá pra ir caminhando pra praticamente todos os lugares. Se você quiser ir de ônibus, a Linha 4 é a que te leva até a Casa dos Mosaicos.

Endereço:
22, rue du Repos – Chartres

Horário de funcionamento:
A Maison Picassiette não permanece aberta durante todo o ano, então é interessante confirmar os horários antes da sua visita.

Seu horário base de funcionamento é de 1 de abril a 31 de outubro, das 10h às 12h e das 14h às 18h.
É fechada nas terças-feiras e manhãs de domingo.

Você pode confirmar os horários mandando um e-mail para: musee.beaux-arts@ville-chartres.fr

Valor de entrada:
5.60 € – menores de 18 anos não pagam e estudantes pagam meia-entrada.

Hospedagem em Chartres

Se você estiver procurando hospedagem em Chartres, veja no link a seguir as melhores opções no Booking com os melhores preços. Vale lembrar que o Booking é parceiro do blog e fazendo suas reservas através desses links você contribui com o blog e não gasta nada a mais com isso.

 Veja aqui as melhores opções de hospedagem em Chartres.

Não se esqueça que o Seguro Viagem é obrigatório para sua entrada na França. Eu já fiz um post detalhado sobre Seguro Viagem na Europa – não viaje pra fora sem o seguro, é um risco que você não precisa correr. Aqui no blog você pode contratar seu seguro com desconto:

 Veja aqui como contratar seu Seguro Viagem para Europa com desconto.

Espero que tenha gostado de descobrir comigo a Maison Picassiette. Chartres foi apenas o começo da minha viagem pelo Vale do Loire e ainda tenho muito pra mostrar por aqui. Se tiver qualquer dúvida ou sugestão, fique a vontade para comentar no post. Au revoirrrr

Essa viagem foi um convite da AirFrance, Atout-France e B4TComm.Voe Air France!Faça sua reserva com o Booking!

About The Author

Robson Franzói é um curitibano de 29 anos, formado em design e obcecado por descobrir coisas novas. Em 2012 decidiu correr atrás dos seus sonhos e no seu primeiro mochilão descobriu sua grande paixão: viajar! Amante também da fotografia, o garoto criou esse blog para compartilhar suas histórias, aventuras e clicks pelo mundo. Suas fotos já estão ficando conhecidas, aproveite e acompanhe o Instragram @blogumviajante

Related posts

6 Comments

  1. Andrea Lins

    Que blog gostoso de ler! Tudo explicadinho, mas com informações objetivas! Tudo o que eu preciso para a próxima viagem. ..
    Obrigada!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Andrea!!! Fico feliz com sua mensagem!! Cuido do blog com muito carinho… espero que te ajude em muitos destinos ainda

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *