Cinco dicas para planejar um mochilão independente

Muitas pessoas me perguntam como eu monto o planejamento das minhas viagens, se tudo dá certo e se eu consigo realizar tudo que eu planejo. Bom, posso dizer que no meu primeiro mochilão tudo deu muito mais do que certo (mesmo que muitas coisas tenham dado errado) e sim, eu fiz muito mais do que eu tinha planejado (mesmo deixando uma lista de coisas a fazer).

Como eu viajo sozinho, realizar um bom planejamento, pra mim, é indispensável. Claro que muitas pessoas gostam de realizar um outro tipo de viagem… pegar um avião, chegar em um país desconhecido, sem saber de nada, sem ter onde ficar, sem reservas, sem mapa (meu deus, já estou suando só de pensar)…enfim, cada um tem seu estilo e você precisa saber qual é o seu.

Vale lembrar que tudo que é planejado pode ser alterado, e é aí que esta a magia de ter uma viagem bem planejada. Se você faz um bom planejamento e estuda os lugares que vai conhecer, você vai ter muito mais confiança em fazer tudo diferente do que você planejou. Você vai se sentir muito mais seguro em sair da rota traçada e explorar novos caminhos com muito mais liberdade.

No meu primeiro mochilão, que foi a primeira viagem da minha vida, eu estava bastante assustado e realizei um planejamento ultra detalhado. Não sei se por ser a primeira cidade do roteiro ou por me encantar por tudo que dizem sobre ela, mas eu dediquei um tempo extra para a cidade de Paris. Eu estudei cada detalhe da cidade, andei ‘virtualmente’ pelas ruas e até aprendi a usar o metrô assistindo vídeos no YouTube (por favor, não me julguem, em Curitiba não temos metrô). Enfim, quando cheguei lá a minha ficha demorou um pouco a cair no primeiro dia, mas em todos os outros dias eu me senti muuuuuito em casa. Eu conseguia andar pelas ruas e pegar o metrô sem precisar usar mapa ou pedir ajuda. Eu estava totalmente localizado dentro da cidade e pra mim isso foi incrível. Eu consegui uma independência em Paris que hoje eu tenho muito orgulho. Eu até podia não ser um parisiense, mas também não era um turista alienado… eu era, sim, um viajante independente.

Bom, eu comecei este post tentando listar 5 dicas essenciais para se planejar um mochilão independente… mas na verdade você não precisa de 5 dicas, só basta uma: pesquisar!

Pesquise sobre o continente que você pretende visitar, pesquise sobre o país que você pretende visitar, sobre a cidade, sobre o bairro, a arquitetura, a história, as pessoas, os costumes, a comida, o transporte, o clima, a economia, as barbadas, as roubadas… tudo. Eu não canso de dizer que esta é uma das melhores partes da viagem. Quanto antes você iniciar o seu planejamento, mais coisas você vai descobrir, mais pessoas vai conhecer. Troque ideias com outros viajantes, converse, tire suas dúvidas. Este é um dos poucos assuntos onde as pessoas sentem prazer em ajudar. Não peça para que outros façam isso por você. Pesquise, anote, descubra… viaje por sites, blogs, livros, guias… embarque na sua viagem antes mesmo de sair de casa. Faça isso e com certeza você vai se sentir um verdadeiro viajante independente.

Boa pesquisa, bom planejamento e boa viagem!

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

10 Comentários

  1. Milena

    Para mim também é fundamental um bom planejamento!
    Além disso, sempre pesquiso sobre os lugares que viajo, não gosto de chegar e não saber nada. Até porque escolho os destinos pelo que eles têm a oferecer. Até hoje nunca tive muitos problemas, no geral tudo deu certo e nunca me decepcionei com um destino!

    Reply
  2. Clesney Mara dos San

    Adorei o Blog. Amo viajar. No ano passado fiz minha 1ª viagem para a Europa, com uma amiga. Nosso primeiro dstino: Paris. Ficamos num albergue em Montparnasse. Chegamos a noite e no dia seguinte pegamos o metro pra ir na Torre Eifel. Eu desci do metro e minha amiga ficou. depois de muito esperar decidi ir pra Torre sozinha e tentar encontra-la por lá. Não aconteceu. Relaxei e pensei . Vou conhecer o lugar e esperar que ela apareça. Não apareceu..Então, depois de andar por tudo, tirar fotos, peguei o metro(eu estava com o mapa que dão no trem), pedi ajuda pra atendente e voltei pro albergue. Uns dez minutos depois minha amiga chegou.Foi um “batismo”. Depois disso foi tudo muito fácil.

    Reply
  3. Vanessa

    Concordo com cada palavra, Robson. Pra mim, a viagem começa antes. Tão bom chegar em uma cidade e já se sentir parte dela, chegar e ja saber para onde ir, pra qual rumo ir. Minhas amigas ficam surpresas hahaha

    Adorei o blog, já li tudo sobre a europa! Obrigada por todas as dicas.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Vaneee!!! Eu que agradeço por seu comentário…fico muito feliz por saber que o blog está agradando tanto.. Muito obrigado, de verdade!!!

      Reply
  4. gislaine campos

    Estou pensando programar uma viagem para a Grécia , Atenas, e algumas ilhas entre elas Santorine. Pode me passar algumas dicas? Já comecei a pesquisar sobre a cidade.

    Abraços!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Gii!!! Tudo bom??? Vai ser uma viagem incrível hein!?!? Então, eu não conheço essas cidades…. nunca visitei…. mas posso tentar te ajudar se tiver algumas dúvidas… é só dar um grito aqui

      Reply
  5. Augusto Cesar Faria

    Oi Robson, sempre acompanho seu blog para pegar dicas nas minhas viagens. Ta de parabéns, muito show!!! Estou planejando ir a Europa pela primeira vez em Maio/2016. Só terei 11 dias para essa viagem e por isso gostaria de focar em somente um país. Pesquisando passagem, vi que RJ–>Milão está com o melhor preço na Europa, então ficaria só na Itália. Estava planejando fazer 3 dias – Milão, 1 dia – Turim, 1 dia – Gênova, 2 dias – Florença e 4 dias – Roma. Gostaria da sua opinião sobre alguns assuntos se possível:
    – A quantidade de dias em cada cidade é o suficiente?
    – Seria melhor comprar um passe de trem ou passagem separadas para essas cidades?
    – 70 Euros por dia, pode ser o suficiente para alimentação, passeios e comprar lembrancinhas?

    Se você tiver alguma outra dica ou algum outro o roteiro, com até outro país que possa caber dentro desses 11 dias, ficaria muito grato.

    Desde já agradeço muito pela colaboração!!!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Fala Augusto, tudo bom?? Então, na verdade eu não visitei todas as cidades da sua lista.. Conheço apenas Florença e Roma.. Acho que a quantidade de dias para essas cidades está OK sim… para as outras eu não posso te dar 100% de certeza.

      Sobre a passagem… dá uma olhada no passe… as vezes vale a pena.. Existe o passe de apenas um país, pode ser uma boa…

      Ahhh eu acredito que 70 euros por dia é suficiente sim!! Está dentro de uma boa média.

      Espero ter ajudado… se tiver qualquer outra dúvida é só dar um grito aqui Abraçoo!!

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *