fbpx

Passeio Boca da Onça: natureza, trilhas e cachoeiras em Bonito

Um dos passeios mais famosos na região de Bonito, o Boca da Onça Ecotour, vai proporcionar um dia de contato intenso com a natureza, trilhas e muitas cachoeiras, dentre elas a própria Cachoeira Boca da Onça, a mais alta do Mato Grosso do Sul.

Depois de passar dias incríveis em Bonito, visitando e explorando lugares lindíssimos, enfim cheguei ao sexto e último dia de viagem. Passou tão rápido que, mesmo sem terminar a viagem, já estava ficando com saudade.

Para meu último dia programei um passeio mais do que especial: o atrativo Boca da Onça Ecotour, onde trilhas e cachoeiras garantem um dia de contato intenso com a natureza.

Dirigindo de Bonito até as trilhas e cachoeiras Boca da Onça

Localizado na região da Serra da Bodoquena, a mais ou menos 55 km do centro de Bonito, esse é um dos atrativos mais procurados por quem quer conhecer as mais lindas cachoeiras da região.

Cachoeiras de Bonito, MS

Com a fama do lugar, não tive dúvidas em fechar meu roteiro de Bonito nesse atrativo. O pessoal da Venturas, a agência que fez todo o pacote dessa viagem, organizou minha programação e todas as reservas – meu horário de chegada na Boca da Onça ficou previamente agendada para às 8h30.

Como na maior parte dos dias em Bonito, acordei cedinho, tomei café no hotel e peguei meu carro para cair na estrada. Nessa viagem fiz praticamente todos os passeios por conta própria, com um carro alugado.

Faça aqui a cotação para alugar um carro em Bonito.

Às 7h30 da manhã eu já estava a caminho do atrativo. Assim como das outras vezes, a estrada estava tranquila e bem sinalizada. Apesar disso, acabei confundindo uma das placas – e não fui o único que teve esse problema.

Depois de alguns quilômetros na estrada principal, saindo de Bonito, você terá que pegar uma entrada à esquerda para chegar ao atrativo. A placa, porém, informa: em 10km, à esquerda, Cachoeira Boca da Onça.

Eu, sozinho no carro, quando li a placa, entendi que a entrada à esquerda seria em 10km… ou seja: segui em frente feliz da vida. Andei, andei, andeeeei e… nada da entrada. Quando vi que já tinha passado muito além de 10 quilômetros, por sorte, encontrei um senhorzinho carpindo o canteiro da estrada e parei para perguntar. A reposta, claro, é que eu já tinha passado uns 20 quilômetros de onde deveria ter virado.

Fiz o retorno e voltei descrente com a minha capacidade de ter passado e não visto o caminho certo. Na verdade, a entrada era exatamente onde estava aquela placa – ali mesmo eu teria que virar e então o atrativo estaria 10km à frente.

Atrativo Boca da Onça, Bonito - MS

Por sorte eu estava com tempo e cheguei no atrativo bem em cima da hora – junto comigo chegou outro casal que teve o mesmo problema. Então deixo aqui o alerta: aquela placa pode confundir, a entrada é exatamente nela!

Como é o passeio de cachoeiras Boca da Onça

Depois da pequena confusão no caminho, enfim cheguei na fazenda onde está localizada a famosa trilha da Boca da Onça. Como em praticamente todos as demais passeios de Bonito, a organização é de chamar a atenção.

Assim que o grupo todo foi reunido, fomos encaminhados para uma apresentação do guia sobre como seria nosso dia e tudo que teríamos pela frente. A apresentação foi super detalhada e mostrou como o guia era realmente profissional e conhecia o local.

Seguimos então para o carro que nos levou até o ponto de partida da trilha. Nesse momento foi definido que faríamos o percurso no sentido inverso –  que eu considerei bem melhor.

Nessa trilha existe uma escadaria com exatos 886 degraus! No sentido normal da trilha você tem que subir essa escadaria no final do passeio. Já no sentido inverso, que foi o que eu fiz, a escadaria estava já no começo e, como minha avó sempre dizia: pra baixo todo santo ajuda.

Eles acabam organizando os grupos sempre um no sentido tradicional e outro no sentido inverso – para que não tenham encontros no caminho e as cachoeiras não fiquem com muitas pessoas. É preciso então ter sorte para ficar no lado inverso – garanto que subir aquela escadaria te deixa botando os bofes pra fora, mas, de qualquer forma, é um esforço que vale a pena.

É legar dar uma olhada nas placas com mensagens que você encontra no decorrer da escadaria e também da trilha. Essas mensagens são poemas e versos escritos pela mãe do proprietário dessa fazenda –  ele espalhou a obra da mãe pelo caminho como uma bela homenagem.

A incrível cachoeira Boca da Onça

Fazendo o percurso no sentido inverso, a primeira cachoeira que visitamos já é a grande estrela do passeio: com incríveis 156 metros de altura, a Cachoeira Boca da Onça se revela aos poucos, por entre a mata.

Cachoeira Boca da Onça, Bonito - MS

Quando enfim chegamos na sua base, a beleza da queda se mostra de forma sublime e imponente. É realmente um visual impressionante e, porque não dizer, apaixonante.

Cachoeira Boca da Onça, Bonito - MS

A cachoeira Boca da Onça é a mais alta do Mato Grosso do Sul. As águas geladas quase espantam quem quer um banho, mas uma oportunidade dessa não dá pra deixar passar. Banho de cachoeira é sempre bom pra lavar a alma… e Bonito vai te proporcionar vários que serão inesquecíveis.

As cachoeiras e piscinas naturais da trilha Boca da Onça

Depois do primeiro banho, seguimos em busca de mais cachoeiras. Ao todo são 8 pontos de parada, o que faz os 4 quilômetros de trilha passarem praticamente despercebidos.

Cachoeiras Boca da Onça, Bonito - MS

Como comentei no post das cachoeiras da Serra da Bodoquena, fiz essa viagem logo após um período de chuva – com isso, o volume de água estava acima do normal em diversos atrativos.

Leia também:

Bate volta saindo de Bonito: cachoeiras na Serra da Bodoquena
Flutuação do Rio da Prata, uma experiência única em Bonito

No passeio da Boca da Onça, o volume de água também interferiu na programação. Das cachoeiras visitadas, poucas estavam liberadas para banho.

Se por um lado isso parece não ser tão legal, eu garanto que ver a cachoeiras com volume grande de água se torna um espetáculo à parte.

A trilha, que muitas vezes vem margeando o Rio Salobra, é bem tranquila de ser feita e guarda uma surpresa a cada nova cachoeira.

O Poço da Lontra

Poço da Lontra - Cachoeira - Boca da Onça, Bonito

Com 4 metros de altura, o Poço da Lontra foi um dos nossos pontos para banho. A piscina natural chega a 2 metros de profundidade, que é acessível por uma escada. Foi um dos meus cantinhos preferidos do passeio.

Cachoeira do Fantasma

Com mais de 20 metros de altura, a Cachoeira do Fantasma não é uma parada para banho, e sim, para contemplação. O véu formado com água enche essa cachoeira de beleza e torna esse, um dos pontos mais bonitos do passeio.

Cachoeira da Anta

 

Cachoeira da Anta, Boca da Onça - Bonito

Outra cachoeira que é ponto de contemplação é a Cachoeira da Anta, com exatos 20 metros de altura. Pela plataforma conseguimos chegar bem perto da queda d’água, o que torna a experiência ainda mais especial. No dia da minha visita, o volume de água deixou a cachoeira mais linda.


Quando dei por mim, o passeio já estava chegando ao fim. Aqui você pode ver apenas um pouquinho da nossa trilha, mas garanto que é um atrativo maravilhoso.

O almoço no passeio Boca da Onça

Fomos recebidos de volta a casa principal da fazenda com um almoço maravilhoso, preparado no fogão à lenha e com aquele tempero brasileiro pra ninguém botar defeito.

Almoço Boca da Onça - Bonito

Passei o restante do dia relaxando na sede do atrativo até a hora de cair na estrada novamente.

Por ali você tem redes, piscina de água natural e uma estrutura bem legal para relaxar depois da trilha. Eu cheguei até a tirar uma soneca depois do almoço – tem coisa melhor?!?

Piscina Boca da Onça - Bonito

E assim fechei meu último dia de passeio em Bonito. Um destino que me surpreendeu de todas as formas possíveis. Só posso dizer que fiquei ainda mais apaixonado pelo nosso Brasil e com vontade de explorar cada cantinho e região que ainda não conheço.

Precisamos valorizar e incentivar cada vez mais as viagens dentro do Brasil. Nosso país é lindo e merece ser conhecido. Devemos ressaltar a importância de uma viagem responsável e que a preservação venha sempre em primeiro lugar… só assim vamos conseguir manter tudo isso por muitas gerações.

Bonito é um destino referência e que merece ser usado de exemplo. Ganhou meu coração e é, sem dúvidas, um dos lugares que pretendo voltar muito em breve!

Informações sobre o passeio Boca da Onça

Tempo de Passeio

É interessante separar um dia do seu roteiro para visitar a Boca da Onça. Minha reserva foi marcada para as 8h30 da manhã e eu só cheguei de volta em Bonito depois de 16h. Se você almoçar e logo voltar para a cidade, pode chegar antes.

Melhor época para fazer o passeio

Como comentei, fiz a viagem em um período de chuva e alguns pontos de banho estavam fechados. Não senti que foi algo que prejudicou a viagem, visto que a estrela principal do passeio, a Boca da Onça,  e outras cachoeiras estavam com um volume de água lindíssimo.

Piscinas da Cotia - Boca da Onça - Bonito

Já o Buraco do Macaco, que é um ponto famoso no passeio, onde você nada por baixo de uma pedra e chega em uma cachoeira secreta, estava fechado para banho.

Se conseguir visitar no período mais seco, vai encontrar uma água com coloração incrível e, provavelmente, mais pontos para banho.

O que levar e dicas para o seu dia na Boca da Onça

Para quem vai fazer esse passeio, as dicas são bem tranquilas:

Vá com uma roupa leve e fresquinha para fazer a trilha;

Use um tênis confortável e de secagem rápida, pois pode molhar em alguns pontos;

Uma papete, ou mesmo um Crocs, são boas alternativas de calçados;

Se possível, já vá com a roupa de banho por baixo, para facilitar na hora de entrar na água;

Leve toalha e uma muda de roupa para trocar depois do passeio;

Protetor solar, repelente, água e óculos de sol, também são recomendados.

Boca da Onça: quanto custa

Os valores dos passeios em Bonito são tabelados, então você vai sempre encontrar o mesmo preço em qualquer agência, mudando apenas entre a alta e a baixa temporada.

O passeio da Boca da Onça custa na faixa de R$ 220, já incluído o almoço – variando conforme a data da sua viagem.

O maior rapel do Brasil

Não dá pra deixar de mencionar que nesse atrativo está também o maior rapel do Brasil. Pra quem gosta de aventura, são 90 metros de altura com uma vista de tirar o fôlego!

O maior rapel do Brasil - Bonito

Eu acabei não fazendo o rapel, mas é com certeza uma opção que eu pensaria para uma próxima viagem. O passeio total, já contando com o rapel, fica na faixa de R$ 460 reais, que também pode variar conforme a época da sua viagem.

Leia também: Abismo Anhumas, o passeio mais incrível de Bonito

Como chegar na cachoeira Boca da Onça

No começo do post você viu que esse foi o único passeio que acabei me perdendo para chegar. Não que seja um caminho difícil, longe disso, mas é importante se ligar bem na sinalização.

No mapa, vou deixar a rota para você ver certinho como chegar – eu estava apenas com o mapa de papel, o que não ajudou muito quando passei da entrada. Veja o mapa:

Você também pode acessar pelo link: Mapa para a cachoeira Boca da Onça

Hospedagem em Bonito

Se estiver procurando hotéis ou pousadas em Bonito, minha sugestão é dar uma olhada no Booking.com, que é parceiro do blog e também um dos sistemas de reservas mais confiáveis do mundo!

No Booking, além de encontrar os melhores preços, você garante sua estadia com total segurança. Sempre que puder, faça suas reservas pelos links aqui do blog, assim você garante sua hospedagem e ainda me ajuda, sem gastar nada a mais com isso.

Veja aqui as melhores opções de hospedagem em Bonito

Pacotes especiais para Bonito

Se você quiser uma agência para organizar sua viagem, que ofereça segurança, praticidade e ótimas condições de pagamento, minha sugestão é a Venturas, que organizou todos os detalhes dessa jornada.

Hoje a Venturas é parceira do blog e está me levando para destinos incríveis. Entre em contato e comente que você conhece o Robson, do blog Um Viajante. Os leitores têm condições especiais para fechar pacotes com eles e pode ser uma boa oportunidade para realizar essa viagem.

Acesse o site e entre em contato com a Venturas!

Não se esqueça de que é muito importante programar sua viagem para Bonito com antecedência. Os passeios por lá costumam esgotar em alta temporada, finais de semana e feriados. Não dê bobeira de deixar pra última hora!

Tudo sobre Bonito

Aqui no blog você já encontra um conteúdo completo sobre a minha viagem para Bonito. Se quiser pegar dicas, sugestões e conhecer um pouco mais sobre cada lugar que visitei nessa viagem, dá uma olhada nesse link:

Veja aqui tudo sobre Bonito, MS

Espero que tenha curtido esse post e continue acompanhando as dicas de Bonito. Se você já visitou as cachoeiras da Boca da Onça, deixe um comentário aqui no post contando o que achou. Se tiver qualquer dúvida pode me escrever também! Um beijo, um abraço, até mais, valeuuu!

Robson viajou para Bonito em nome da SBA!Descubra Bonito com a Venturas!Reserve seu hotel em Bonito no Booking.com

About The Author

Robson Franzói é um curitibano de 29 anos, formado em design e obcecado por descobrir coisas novas. Em 2012 decidiu correr atrás dos seus sonhos e no seu primeiro mochilão descobriu sua grande paixão: viajar! Amante também da fotografia, o garoto criou esse blog para compartilhar suas histórias, aventuras e clicks pelo mundo. Suas fotos já estão ficando conhecidas, aproveite e acompanhe o Instragram @blogumviajante

Related posts

1 Comment

  1. Angela Wirth Quartim Barbosa

    Robson, boa tarde.
    Sou a proprietária da Boca da Onça e adorei o seu post! Toda a equipe Boca da Onça agradece e temos certeza que voce passou um ótimo dia em contato com a natureza exuberante da fazenda Boca da Onça. Felicidades!

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *