Salar de Tara – Último dia no Deserto do Atacama

E para o último dia no Deserto do Atacama ficou o passeio ao Salar de Tara. A cerca de 140 quilômetros de San Pedro de Atacama e a uma altitude de 4.400 metros, esse passeio começou a ser mais procurado recentemente. Por ser mais distante de San Pedro, nem todas as agências realizam o tour.

Salar de Tara, Atacama - Chile

Vale destacar que esse não é um passeio para se fazer sem uma agência. É necessário um guia experiente para cruzar várias partes do caminho e saber como chegar nos lugares mais bonitos.

O Salar de Tara é um passeio de dia inteiro. Saímos da Ayllu Expediciones antes das 08h00 da manhã e o sol ainda estava escondido quando paramos para fotografar o Licancabur – vulcão mais famoso da região.

A caminho do Salar de Tara, pausa para fotografar o Licancabur

No caminho fizemos mais uma parada para desfrutar de um cenário exuberante – o Salar de Aguas Calientes. Nessa parada o sol já estava nos aquecendo e deixando a paisagem ainda mais linda. Alguns flamingos estavam por alí e claro que roubavam a atenção.

Salar de Aguas Calientes
Salar de Aguas Calientes
Salar de Aguas Calientes

Depois de recuperar o fôlego voltamos para o carro e seguimos pela estrada – enquanto ela existia. Boa parte do percurso desse passeio é feito em trilhas ou direto na areia, onde nenhuma marca traça o caminho – eis o motivo de precisar de um guia experiente.

O Salar de Tarde fica dentro da Reserva Nacional Los Flamencos. O Mike, nosso guia, nos deixou logo no início da reserva, de onde pudemos caminhar livremente em meio a incríveis formações rochosas.

Reserva Nacional Los Flamencos

Solitárias em meio ao deserto, é extremamente curioso pensar em como elas surgiram alí. Conhecidas como os Monjes de la Pacana, segundo nosso guia, foram formadas por erupções vulcânicas. Ainda assim não consigo imaginar como elas ficaram naqueles formatos.

Monjes de la Pacana
Monjes de la Pacana
Monjes de la Pacana, Salar de Tara
Monjes de la Pacana

Depois explorar essa parte do deserto, fizemos a pausa para o café da manhã. Assim como nos outros dias tudo estava incrível. Toradas, ovo mexido, leite, café, torta, queijo e entre outras coisas, claro que tudo ficava ainda mais fantástico com o cenário ao redor. A Ayllu Expediciones mandou bem mais um vez!

Café da Manhã, Salar de Tara

Todos alimentados – era hora de seguir viagem. O passeio ainda tinha muitas surpresas pela frente. A próxima parada foi no alto de um penhasco, onde podíamos ver ao longe um paredão de rochas. A beleza do lugar era completamente exótica

Catedral - Salar de Tara

É difícil tentar descrever o magnitude e tamanho desse lugar. Para ter uma ideia da proporção das coisas, procure na próxima foto a pessoa de azul (confesso que só ví a pessoa quando coloquei a foto no computador):

Salar de Tara

Nessa próxima foto é possíver uma cominhonete e uma pessoa ao lado do paredão. Só assim pra ver como somos pequenos…

Salar de Tara

Enfim, voltamos para o carro e depois de uma trilha em meio as pedras chegamos na base do paredão. Com a aparência que lembra um castelo, esse paredão é conhecido como As Catedrais de Tara.

As Catedrais de Tara - Atacama

No lado oposto ao paredão fica, enfim, O Salar de Tara. O cenário da região é fantásticos (já deve estar cansado de tanto que eu elogio esse lugar, mas não tem como ser diferente, sorry), de um lado as Catedrais e do outro o salar… combinação perfeita.

Catedrais de Tara, Atacama
Salar de Tara, Atacama
Salar de Tara, Atacama
Catedrais de Tara, Atacama
Salar de Tara - Atacama
Salar de Tara - Atacama

E quando o passeio estava chegando ao fim, a nossa vontade de ficar por ali era tanta que tivemos um pequeno imprevisto:

O Perrengue de Tara

Na hora de voltar para San Pedro o cabo do radiador do nosso carro partiu e ficamos isolados, sozinhos e perdidos no meio do deserto. Tá, ok, bem menos drama… se não tivéssemos nosso guia aí sim, estaríamos encrencados. Mas na real foi tudo bem tranquilo.

Perrengue de Tara

O Mike, nosso guia, tinha um telefone que parecia aqueles celulares antigos, tijolão mesmo, e fez contato com a agência lá em San Pedro para que eles viessem nos socorrer. Ele também perguntou se alguém do carro tinha pressa em voltar para San Pedro, já que alguém poderia ter um outro tour ou compromisso naquele dia. Se alguém tivesse pressa poderia seguir viagem no carro de outra agência, porém todos preferiram ficar e curtir a aventura.

Salar de Tara - Um viajante

O tempo começou a virar e uma ventania bem forte começou a balançar o carro. Uma chuva quase ameaçou cair, mas não passou de algumas gotas. Conseguimos até tirar um cochilo dentro do carro zzzzzzZZZZ.

Umas duas horas depois avistamos dois carros vindo em nossa direção – sim, nosso resgate! A Flávia, dona da agência, veio junto e nos trouxe sanduíches bem gostosos. Fizemos um lanche ótimo e tivemos a melhor atenção possível.

Perrengues fazem parte de qualquer viagem e a Ayllu Expediciones nos deu todo o suporte necessário para fazer daquele um momento divertido na viagem. Adorei esse perrengue!!!

* * * * *

Carro arrumado, era hora de voltar para San Pedro e pasme, ainda tivemos uma outra surpresa!! Com o céu coberto de nuvens e muita humidade, o sol desceu iluminando o horizonte com um vermelho intenso e logo a temperatura despencou…. muito friomas muuuuito frio… junto com a umidade, o que aconteceu?? Sim, acreditem: nevou no deserto!

Paramos o carro na beira da estrada e corremos para curtir o flocos de neve fora do carro…. infelizmente nem conseguir registrar esse momento com fotos, fui tudo tão rápido e divertido que ficou apenas registrado na memória. Mas acreditem, não é história de pescador – nevou no deserto!!

* * * * *

E assim terminou minha incrível experiência no Deserto do Atacama. Foram 4 dias (sem contar o dia da chegada e o de partida) de pura aventura e surpresas. Visitei lugares incríveis, fiz trilhas, subi montanhas, desci ladeiras, ví vulcões, geysers e sim, fiquei fascinado e completamente apaixonado pelo Deserto do Atacama.

No dia seguinte a viagem seguiria para a Bolívia, na aventura mais roots da minha vida. O Salar do Uyuni era meu próximo destino, e vou contar tudo aqui no blog

Informações gerais sobre o Salar de Tara:

• O tour foi feito com a Ayllu Expediciones e custou $60.000 pesos chilenos (atualizado 2015). Saiba mais sobre as agências de San Pedro de Atacama.

• Por estar a 4.400 metros de altitude é necessário tomar alguns cuidados: tome bastante água no dia anterior e evite bebidas alcóolicas. Durante o passeio caminhe lentamente e evite movimentos muito rápidos.

Roupas quentes são necessárias. Em alguns pontos o vento é forte e durante a manhã e fim do dia faz bastante frio.

• Óculos de sol, água, boné/chapéu e protetor labial são necessários, assim como em todos os passeios no Atacama.

Acompanhe aqui os posts que já rolaram sobre o Deserto do Atacama:

San Pedro de Atacama, o ponto de partida para explorar o deserto.

Valle de la Luna e Valle de la Muerte

Lagunas Altiplânicas e Salar do Atacama

Laguna Cejar, Ojos del Salar e Laguna Tebinquinche

Geysers del Tatio – Parte 1 e Geysers del Tatio – Parte 2

Tour Astronômico em San Pedro de Atacama

Vai para o Chile? Faça sua reserva e garanta os melhores preços.

 

Mundo Aberto

Mundo Aberto é um projeto dos blogs The Way Travel e Um Viajante para explorar o mundo por mais de um olhar e detalhar cada experiência vivida nas expedições, de pontos turísticos e belezas naturais a informações sobre hospedagem, transporte, alimentação e dicas para aproveitar a viagem.

mondial-pos-2016

Meu Primeiro Mochilão

About The Author

Robson Franzói é um curitibano de 27 anos, formado em design e obcecado por descobrir coisas novas. Em 2012 decidiu correr atrás dos seus sonhos e no seu primeiro mochilão descobriu sua grande paixão: viajar! Amante também da fotografia, o garoto criou esse blog para compartilhar suas histórias, aventuras e clicks pelo mundo. Suas fotos já estão ficando conhecidas, aproveite e acompanhe o Instragram @blogumviajante

Related posts

28 Comments

  1. Rodrigo Cordeiro Gualame

    Robson, tudo bem?

    Parabéns pelo excelente blog.

    Uma dúvida o tour para o Salar de Tara chega por volta de qual horário em San Pedro ?

    abs.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Rodrigo, tudo bom? Obrigado, que bom que gosta do blog

      Então, nesse dia tivemos o imprevisto com o carro – normal, pode acontecer. Mas normalmente a programação é chegar um pouco depois do almoço, perto das 14h00.

      Aproveito para lembrar que se você for até a Ayllu, a mesma agência que fiz o passeio, e falar para a Flávia (a dona da agência) que você leu sobre eles aqui no blog, ela consegue um desconto especial pra você.

      Reply
    2. Robson Franzói

      Oi Rodrigo… o ideal é pegar o Vôo para o fim do dia… lá por 18h30. Foi isso que eu fiz…

      Eu cheguei em San Pedro na hora do almoço… lá por 3 da tarde eu já estava a caminho do aeroporto…. Cheguei com tempo de folga, mas é melhor ter tempo sobrando do que faltando. Lembrando que imprevistos podem acontecer e seu retorno atrasar…

      Abraço!!

      Reply
  2. Roberta

    Cara, to amaaaando seu blog!!!
    Vou com meu marido no final desse mês pro Atacama e Santiago, e to mega fascinada com as fotos. Doida pra chegar o dia da viagem!!

    Parabéns pelo blog!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Hahah.. que legaaaal Roberta!! Adoro saber que o blog está ajudando os leitores. Depois volta aqui pra contar como foi a viagem Obrigado pela mensagem!!!

      Reply
  3. Roberta

    Aaah! To lendo em alguns lugares que para combater o efeito da altitude, é bom tomar chá de coca. Vc tomou?
    O que fez para não passar mal?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Roberta.. eu também li sobre isso, mas não fiz nada não. Apenas o que o guia aconselhou: andar lentamente, não fazer movimentos muito bruscos…. tipo, agachar e levantar para tirar foto – tente fazer sem pressa. Eu não senti efeitos da altitude, mas meu amigo sentiu um pouco de mal estar…. o guia vai estar lá para te dar instruções… Você vai amar a viagem!!!

      Reply
  4. Roberta

    Oii, voltei…
    A viagem foi PERFEITA!!! O Deserto é sensacional demais!!
    Fizemos praticamente os mesmos tours que vocês. Só acrescentamos as Pedras Vermelhas junto com as Lagunas Altiplânicas(valeu mto a pena. Pra mim, foi o melhor dia!), e não fizemos o tour astronômico.
    Deixamos o Salar de Tara para o último dia, e foi melhor assim. Meu marido ficou com muuuita dor de cabeça.

    Ah! Fizemos tudo com a Ayllu, e foi perfeito!! O café da manhã e o almoço são deliciosos!!!

    O blog ajudou mto, valeu mesmo!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Roberta!! Ahhh que demais.. você não tem ideia de como é bom receber um retorno assim. Saber que as dicas realmente valeram a pena e ajudaram na viagem de alguém.. que a empresa indicada prestou um bom serviço…. nossa, estou realmente muito feliz!!

      Obrigado por voltar aqui e compartilhar sua experiência

      Reply
  5. Vanessa

    Parabéns, Robson!

    Não sou de ficar comentando as fotos que vejo nos sites, mas as suas estão MARAVILHOSAS! Vou fazer uma viagem para o Atacama em abril/15 e espero ter a mesma inspiração que você na hora de fotografar. Parabéns mesmo =)

    Reply
  6. Fernanda Prestes

    Esse lugar é realmente incrível! Não dá pra dizer outra coisa do Atacama, que lugar é aquele???? haha Como antes de eu ir tb tinha nevado, o caminho p/ as lagunas altiplânicas estava interditado, então fizemos um passeio muito lindo que também poucos procuram: Piedras Rojas e Laguna Tuiajto. Tipo.. sem comentários! Anota aí caso algum dia você volte lá!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Opa… ta anotado Fer!! Pode ter certeza que ainda volto lá, me apaixonei pelo Atacama Muito obrigado por compartilhar sua experiência por aqui

      Reply
  7. Júnior

    Fantástico, maravilhoso o lugar. Se você está em dúvida caro blogueiro a hora é esta. Se gosta de lugar inóspito, de se achar que está no mundo da lua(literalmente) e paisagens secas, desérticas e também oasiáticas(permitam-me falar assim) vai achar nesse quase fim de mundo. Rsss..
    Só uma coisa que me chamou mais a atenção. Foi um Filho duma E… de um guia que encarnou na minha mulher. um tal de Mike. Portanto para as mulheres que desejarem aventura contratem esse guia.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Júnior.. bela descrição do lugar…. realmente o Salar de Tara é um lugar incrível…. parece que estamos em outro mundo! Obrigado por deixar seu comentário aqui no blog, é sempre bom ter o retorno dos leitores. Agora continue acompanhando blog que tem muitas novidades chegando e quem sabe você se inspira para viajar para outros lugares

      Um abraço!!!

      Reply
  8. Andréa Soares

    Vou para o Atacama com a minha filha de 8 anos de idade e já adquirimos todos os passeios, com exceção do Salar de Tara. Minha filha já está bem acostumada a viajar para o exterior e fazer coisas consideradas mais “pesadas” e não tão “infantis” (tipo Ushuaia, África do Sul, etc.). De qualquer modo, apenas gostaria de saber se, no Salar de Tara, temos que andar muito ou subir em encostas ou algo parecido. Lembro que ,no dia anterior, será o passeio aos Geysers del Tatio. o que é mais cansativo? O dia que temos sobrando para o Salar de Tara é 1º de agosto.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Andréa, tudo bom? Que legal que já tem uma filha aventureira… muito bacana mesmo!! Então, não achei o passeio ao Salar de Tara cansativo não.. não tinha nada muito puxado. O passeio aos Geysers del Tatio é mais puxado, por ser bem cedo e bem mais frio. Desejo uma ótima viagem pra vocês… qualquer coisa é só dar um grito por aqui

      Reply
      1. Andréa Soares

        Obrigada, Robson. Entrei em contato com a Ayllu Expediciones e já fiz a nossa reserva. Adorei a dica dessa agência.

        Reply
        1. Robson Franzói

          Oi Andréa, tudo bom? Que legal que fechou com eles… você vai se apaixonar pelo Atacama, aquele lugar é surreal!!! Boa viagem!!! Depois volta aqui para contar como foi

          Reply
  9. Shirley

    Parabéns pelas lindas fotos, fantásticas. Uma pergunta meio boba: você dispensaria o Salar de Tara se já estivesse fazendo a viagem ao Salar de Uyuni? Já li muitos relatos e todos dizem que Tara é o melhor passeio. Como você fez os dois (simz já li seu blog quase todo, rs), qual sua opinião?

    Reply
  10. Aline

    Oi! Suas fotos são maravilhosas. Parabéns!
    E usei duas – com créditos e links, claro – num post meu. Espero que não se importe…

    Beijos

    Reply
  11. Marina

    Olá, adorei suas fotos e seus roteiros!
    Gostaria de saber se em algum momento dos passeios pelo Atacama você ou alguém do grupo passou mal pela altitude e o que foi feito para amenizar.
    Estou pensando em ir em janeiro mas estou com esse receio.
    Valeuu

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Marina, tudo bom? Olha, eu tenho uma resistência boa quanto a isso… só senti mais forte na subida do Vulcão Lascar.. que me levou a 5.500 metros. Um amigo que foi comigo na primeira viagem sentiu mais os efeitos… em alguns passeios mesmo. Sentiu um pouco de tontura e tal… Isso varia muito de pessoa para pessoa…. Normalmente o seu guia vai estar preparado para te dar dicas e todo o suporte que você precisa… se fechar com uma agência boa, clar !

      Pode ir tranquila que tudo vai dar certo!!
      Se tiver qualquer outra dúvida é só dar um grito aqui

      Reply
  12. Cristiana

    Oi Robson, seu blog é demais
    fiquei com uma dúvida sobre o Salar de Tara.
    Faz sentido fazer ele mesmo indo depois pro Uyuni? me disseram que uma vez que vc vai pro Uyuni da pra ‘pular’ o salares do atacama.
    super obrigada pela ajuda

    abraço,

    Cris

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Cris, tudo bom? Se você tiver tempo, eu acho que vale sim! O Salar do Atacama é completamente diferente do Uyuni. E Tara é um lugar incrível – pra mim é um dos mais bonitos!

      Desculpa a demora para te responder… Estou desde julho sem conseguir dar uma atenção aos comentários do blog… No meu último post eu comentei um pouco sobre isso…

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *