Albergue em Paris: conheça o Oops! Hostel

Muitos me perguntam sobre os lugares que eu me hospedei, como eram os albergues, a qualidade, localização e tudo mais. Então vou começar a detalhar um pouco mais o assunto para ajudar os viajantes de plantão. Claro que nada melhor que começar pelo primeiro albergue que eu fiquei na vida: o Oops Hostel, em Paris.

Oops Hostel Paris

O Oops não é um hostel muito grande, mas é bastante confortável dentro do que oferece. Antes de decidir por este hostel eu pesquisei bastante e analisei a opnião de várias pessoas que passaram por ele. Os comentários que eu encontrei eram bem variados. Nenhuma novidade quanto a isso, já que agradar a gregos e troianos não é nada fácil.

{module Bloco Google|none}

De maneira geral eu gostei bastante do hostel e quando voltar a Paris eu pensarei nele como uma boa opção. Bom, para facilitar a análise eu vou comentar por tópicos, vamos lá:

Localização

Estar bem localizado em Paris não é muito difícil, tendo em vista a excelente rede de metrô que cobre a cidade. Em Paris você encontra uma estação de metrô a cada duas quadras e pode ir e voltar rapidamente para qualquer lugar. O Oops fica localizado entre duas estações de metrô: a Estação Place d’Italie e a Estação Les Gobelins. Eu utilizei as duas estações tanto para embarcar quanto para voltar para o hostel e as duas são ótimas. Para quem quiser pegar ônibus existe um ponto quase em frente ao hostel.

Atendimento

Eu ouvi algumas pessoas reclamando do atendimento no Oops mas só tenho elogios nesse quesito. Quando eu cheguei no hostel fui muito bem atendido. A menina da recepção foi muito paciente em me explicar tudo com calma depois que falei que o meu inglês não era muito bom. Acabei fazendo amizade com ela e todos os dias, quando eu voltava pro hostel a noite, ela perguntava como foi o meu dia, o que eu tinha feito de bom e tudo mais. Achei isso muito bacana.

Conforto

Bom, foi a primeira vez que eu fiquei em um hostel e eu estava preparado para enfrentar coisa muito pior. O Oops é um hostel bem confortável para o que ele oferece. Eu fiquei em um quarto com banheiro interno e quatro camas. O quarto não é muito grande, mas dei sorte de encontrar pessoas organizadas no quarto, então o espaço rendeu bastante. A cama era confortável e o chuveiro era muito bom, bem quente e com bastante água. O único ponto ruim era que não tinha um box no banheiro, mas sim aquelas cortininhas… claro que eu molhava o banheiro inteiro!!

Higiene

Não tenho nada a me queixar quanto a isso. Achei o ambiente geral do hostel muito limpo e a limpeza do quarto era diária. As roupas de cama também estava todas bem limpinhas. Eu vi algumas pessoas reclamando da limpeza do banheiro, mas eu não vi nenhum problema. O banheiro era super limpo. Detalhe: algumas pessoas recamaram de um certo bolor que havia no teto da banheiro. Cara, tem que ser muito fresco para reclamar daquilo. Havia algumas manchas escuras no teto do banheiro, coisa que não afeta a vida de ninguém. Nem de longe isso é algo para descontar pontos de um albergue.

Segurança

O Oops não conta com lockers nos quartos, isso é um ponto negativo. No começo eu fiquei bem preocupado e acabei carregando tudo que eu tinha de valor na mochila do dia-a-dia. Coisas de valor que eu digo eram a minha câmera, o iPad, as passagens e o passe de trem. Mesmo assim, por segurança, o meu mochilão ficava trancado com um cadeado. Foi tudo bem tranquilo, tanto que nos últimos dias eu deixei meu passe e outras coisas no mochilão, para não ter que ficar carregando. Não tive nenhum problema. Ah, pra quem quiser existe um cofre na recepção, eu não utilizei, mas pode ser útil caso isso te deixe mais tranquilo.

Outro quesito que pode ser considerado um ponto alto em segurança, mas também um ponto negativo em mobilidade, é que ninguém tem acesso ao quarto durante o dia. O chamado lock-out proíbe o acesso aos quartos das 10h às 16h.

Serviços

O Oops oferece wi-fi grátis e computadores no lounge. Teoricamente o wi-fi funciona nos quartos, mas fiquei em um quarto bem no final do corredor e lá era muito fraco, não consegui conectar.

O café da manhã também já está incluso na diária e pode ser uma boa economia já sair alimentado para bater perna. No café você recebe um croissant e um pão (o pão é bem duro). Tem opção de suco, café e leite. Ah e tem cereal também… Não sabia se podia repetir, mas eu sempre repetia o cereal e ninguém nunca falou nada.

O Oops não tem cozinha disponível, mas você tem um forninho para fazer uma comida congelada.

Valores e reservas

Todas as minhas reservas de hospedagem foram feitas no HostelWorld.com. Achei o serviço do site de excelente qualidade e continuarei usando nas próximas viagens. Minha diária no Oops saiu por €28.00 para um Dormitório Misto com 4 camas e banheiro. Vale lembrar que você deve pagar 10% do valor total da sua estadia no ato da reserva e o restante no momento do check-in. O Oops não aceita cartões, o saldo a pagar deve ser em espécie.

Barbadas e Roubadas

Economizar é sempre bom né? Então anota essa dica: perto do Oops existe um mercadinho que vende várias coisas super baratas. Você pode comprar uma comida congelada para fazer a noite, pode comprar água para não ter que gastar fortunas perto dos pontos turísticos e pode comprar algumas guloseimas para se empanturrar durante o dia. Para chegar lá é bem simples: saindo do Oops você sobe duas quadras em direção a Place d’Italie e vira a esquerda. Fique atento que é uma ruazinha não muito grande. O mercadinho vai estar um pouco a frente. Ele fica aberto até tarde, então compre o que precisar a noite. De manhã eu sempre via ele fechado quando eu saia para bater perna.

Outra dica importante: se você é muito festeiro e pensa em encher a cara no hostel, o Oops pode não ser uma boa ideia. O hostel não aceite bebidas alcóolicas nas suas dependências e fumar é claro também é proibido. Na minha estadia por lá um grupo de jovens da Alemanha achou que podia fazer festa, beber e fumar nos quartos, a recepcionista acabou com a festa e ameaçou chamar a polícia. Regras são regras, lá não é sua casa e não respeitar pode ser uma roubada.

Informações gerais

O Oops está localizado na 50 Avenue des Gobelins, Paris – France
Para chegar: Metrôs: 5, 6 e 7 • Ônibus: 27, 47 e 83

Melhor Seguro Viagem InternacionalBooking.com

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

48 Comentários

  1. Fabi

    Aeeee!!! Amei as atualizações e as fotos novas no site…rsrsrs.

    As dicas tem ajudado muuuuuuuuuuito viu…esclarecido várias coisas.

    Valeu.

    Reply
  2. Amanda

    Adorei esse post sobre o Oops, estou em dúvida entre ele e o Le Village em Montmartre, e o que está pesando é exatamente a localização… os dois tem pontuação boa nos sites, comentários positivos e tudo.
    Só que quando se vai a Paris, geralmente se tira um dia pra Montmartre e pronto, o restante dos pontos turísticos são mais perto do “centro”, e eu penso nesse deslocamento Montmartre-Qualquer-que-seja-a-estação do metro todos os dias sabe?
    Mas pelo menos você já me ajudou a decidir, caso eu resolva sair de Montmartre, o Oops é minha primeira opção. Valeu

    Reply
  3. Robson Franzoi

    Oi Amanda, que bom que gostou do post. O Oops é muito bom!! Eu gostei bastante, mas ele não fica em Montmartre. Mas é perto de duas estações de metrô, então você consegui ir facilmente para qualquer lugar de Paris.

    Reply
  4. Amanda

    [quote name="Robson Franzoi"]Oi Amanda, que bom que gostou do post. O Oops é muito bom!! Eu gostei bastante, mas ele não fica em Montmartre. Mas é perto de duas estações de metrô, então você consegui ir facilmente para qualquer lugar de Paris.

    :)[/quote]

    Oie,

    Então, eu sei que ele não é em Montmartre kkkkk É exatamente essa a minha dúvida, o Oops fica “perto” dos Jardins de Luxemburgo (é isso né?), e o Le Village fica em Montmartre… eu tô em dúvida entre os dois, e o que pesou foi exatamente a localização (Y) Que de Montmartre pro resto de Paris seria basicamente metro todo dia pra sair e chegar no hostel ;]

    Mas vou confiar na sua opinião sobre o metro de Paris funcionar bem ;P

    Bjs.

    Reply
    1. Romulo

      Olá Amanda. Eaí, por qual você optou? Estou com a mesma dúvida pois na verdade vi que a maioria dos hostels são em Montmartre, perto da estação Gare du Nord, mas realmente também não quero ficar me locomovendo demais todo santo dia.

      Reply
  5. Edmilson

    Eu adorei o seu blog. Suas dicas são muito boas e seus posts são magníficos – li todos – vc descreve sua viagem como um verdadeiro escritor. Parabéns, adoro vir aqui e repetir uma leitura, esse ultimo post foi muito bom, eu aguardo vc postar sobre a hospedagem em Londres e em Munique!!!
    Abraços cara. e Parabéns novamente.

    Reply
  6. karina

    D+++ mesmo sugestões magnificas e estou me baseando pelas suas sugestões, estou montando meu roteiro para janeiro de 2013…mais dicas com relação a custo beneficio sempre bem vindas…bjs!!

    Reply
  7. Lucas

    Muito legal o seu blog. Sempre te vejo lá pelo site do Mochileiros mas só agora resolvi entrar. Gostei da maneira que você escreve e também do design que você criou… hehehe.
    O meu ainda tá em construção, até parei de postar pra refazer ele todo, mas enfim…
    Ah! Você poderia inserir algum meio das pessoas conseguirem acompanhar através do email, nao é tanta gente assim que acompanha por feed.
    =]

    Reply
    1. Robson

      Grande Lucas… espero que continue acompanhando o blog. Você pode se cadastrar para receber a news do blog la lateral direita.

      Grande abraço!!

      Reply
  8. Angélica

    Olá! Seu blog é ótimo! Estou lendo todo, obrigada por compartilhar tudo de maneira tão clara.
    Eu irei sozinha para Um pequeno mochilão, primeira vez na Europa, inglês meia-boca e muito medrosa…rs ele fica perto do metro, ok! Maaas, perto o quanto? Vc conseguiria dizer? Sou carioca, tô sempre atenta, mas to meio receosa de chegar um pouco mais tarde, lá pelas 23h e a rua ser deserta, ter perigo para ir do metro até o hostel.
    Se puder acalmar essa meu lado medroso, agradeço…rss

    Reply
    1. Robson

      Oi Angélica, espero que tenha feita uma ótima viagem…. alguns comentários ficaram para trás no blog e não de conta de responder. De qualquer maneira, o Oops fica a cerca de 2 quadras da estação… é bem tranquilo a noite… Super recomendo!

      Reply
  9. Ana

    Olá, gostaria de saber qual das duas estações fica mais próxima ao hostel, já que eu vou chegar com uma mala grande! Obrigada

    Reply
    1. Robson

      Oi Ana… eu preferi usar a estação da Place d’Italie… achei a mais prática, pois nela você desce a rua em direção ao hostel. Quando for sair do hostel eu indico a outra estação, assim você continua descendo a rua – como diz o ditado: pra baixo todo santo ajuda. Então nesse caso, com mala grande, são as melhores opções.

      Reply
  10. Lina Linolica

    Cara, valeu pelas dicas… Desde de 2005 eu mochilo com meus filhos (na época eram bem pequenos), por isso sempre eram por aqui – Brasil/América do Sul. O mais velho cresceu e estuda na França, daí esse ano decidi ir mochilar para Europa. Então, estou lendo tudo com avidez. Valeu por compartilhar. Um abraço

    Reply
    1. Robson

      Olá Esteva… tudo bom? Espero que tenha feito uma ótima viagem e tenha gostado do Oops!! Quando puder passa aqui para contar como foi

      Abraço!!

      Reply
  11. Christian

    Cara, você ta de parabéns!

    Poucos blogs de viagem feitos por homens são tão simples, diretos e bem organizados (tanto no texto quanto no layout) como o seu! To montando uma eurotrip pra 2015 com uma galera e o teu blog ta me ajudando muito com as dicas de hostels.

    Abs.

    Reply
    1. Robson

      Grande Christian, cara, fico super feliz com seu comentário. Espero que o blog te ajuda bastante mesmo!!

      Ahh, quando for fazer as reservas para sua viagem, minha dica é utilizar o Booking – super recomendo! E fazendo sua reserva através do link do blog, você dá uma boa força aqui e não paga nada a mais por isso… guarda o link aí:

      http://www.booking.com/index.html?aid=375355

      Grande abraço!!

      Reply
  12. Ivani Nascimento

    Olá Robson!

    Seu post foi um achado de grande utilidade. Obrigada por compartilhar sua experiência no Oops… em Novembro vou para Paris e depois de ler o seu relato, fechei minha estadia lá :).
    Bom, do que você já contou e do que vi no mapa, é super bem localizado… na volta, vou pegar avião no aeroporto de Orly, e vi que do Oops tem condução fácil prá lá.

    Um abraço,

    Ivani

    Reply
    1. Robson

      Olá Ivani, que bom que o blog está ajudando na sua viagem!!

      Não sei se já fez todas as suas reservas, mas quando puder, utilize o Booking para reservar sua hospedagem. Super recomendo! Fazendo sua reserva através do link do blog, você dá uma boa ajuda aqui e não paga nada a mais por isso. Guarda esse link com você:

      http://www.booking.com/index.html?aid=375355

      Grande abraço!!!

      Reply
  13. Joao

    Boa noite!
    Estou curtindo muito seu site! Já salvei várias dicas e baixei sua planilha. Inclusive já escolhi o meu hostel em Paris – Oops! rsrs
    Gostaria de algumas dicas, já que sou leigo no assunto de viagem para o Velho Continente. Poderia me ajudar?

    Tenho 19 dias disponíveis entre o Natal e no Ano Novo. Quero passar o natal em Paris e ano novo em Berlim. O roteiro ficou assim…
    Paris (21/12 à 26/12), Amsterdã (26/12 à 29/12), Berlim (30/01 à 03/01); Praga e Viena(03/01 à 07/01); O ultimo dia (08/01) pego um voo para a cidade de origem. O que achou? À principio coloquei Milão e Roma no lugar de Praga e Viena. Acha que mantenho? Coloco outras cidades no lugar? Me concentro mais em um país (ex; Alemanha ou Inglaterra talvez)?

    Espero que me ajude, e desculpe o incomodo!

    Obg e abração!
    João.

    Reply
  14. Romulo

    Fiquei horas pensando entre este hostel Oops e o Three ducks, acabei escolhendo pelo Three ducks que é um pouquinho mais caro, mas no hostelworld está um pouco melhor classificado. O 3 ducks tambem tem bar, então acho mais fácil de fazer amizade, mas o ruim é que acaba gastando um pouco mais né. Mas li alguns reviews e o 3ducks me pareceu melhor escolha para um viajante independente. Depois escrevo sobre minha experiência aqui.

    Reply
  15. jessica

    ola boa noite!
    gostei mitos das suas postagens
    porem não achei o hostel oops! no booking.
    poderia me ajudar

    Reply
  16. Lorrany Kelly

    Caraca, esse post foi de muito proveito pra mim. Moro na Bélgica há algum tempo já e nunca fui em Paris mas umas amigas e eu decidimos ir agora em Julho e pra economizarmos, começamos a planejar tudo logo agora.. Vou procurar saber mais sobre este auberge. Muito legal suas experiências e chega a ser uma inspiração pra quem estar começando a viajar agora, como eu

    Reply
    1. Robson Franzói

      Opa, que bom que ajudou Lorrany! Fico feliz em saber!!! Se tiver alguma dúvida é só dar um grito aqui blog

      Reply
      1. Lorrany Kelly

        Oi Robson, então, eu procurei o Oops pra poder fazer a reserva, mas ficou tipo, mais ou menos 400€ pra um final de semana, pra 3 pessoas em quartos como o que você pegou.. É normal ? Obrigada

        Reply
        1. Robson Franzói

          Oi Lorrany, tudo bom? Então, os valores já podem ter mudado um pouco desde a minha viagem pra lá…. mas essa diferença que está dando é bem grandinha… pode ser que você está indo em alta temporada ou então em alguma data importante… É legal dar uma pesquisada sobre isso

          Reply
          1. Lorrany

            Oi, tudo bem e você ? Aaaah, deve ser por causa da alta temporada entõ, porque eu queria ir no final de julho, mas vou procurar a saber direitinho como tudo funciona lá Obrigada !

  17. Solange da Costa

    Olá Robson,adorei seu blog,e as dicas do Albergue Oops…tenho 54 anos e há muito sonho com uma viagem a Paris.E tudo que preciso
    estou encontrando aqui. Não tenho companhia pra viajar,mas vi que não serei a única a viajar só ! Estou me planejando para uma se-
    -mana em Paris talvez no outono.Ha trem para a Suiça ? Gostaria de dar uma esticada até lá ! abraços

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Solange… tudo bom??? Que legal que tem esse espírito de aventureira e que ama viajar…. Tem trens sim…. Me confirma a cidades que você quer viajar e posso confirmar certinho pra você

      Se tiver qualquer outra dúvida é só dar um grito aqui

      Reply
  18. Carol Crespo

    Oi Robson, encontrei seu blog hoje e achei o conteúdo muito rico e a escrita muito boa! Obrigada!
    Me tira uma duvida, sera meu 1° mochilao e eu irei sozinha, pensei em levar o minimo possivel de dinheiro em especie para usar mais cartão. Acha uma boa ideia?
    Tenho medo de assalto ou perda, ja que ficarei em hostels.
    Bjs

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Carol, tudo bom? Desculpa a demora pra te responder.. acabei tirando uma folga agora no carnaval… Então… sobre a grana… Eu também tenho esse receio..

      Levar em espécie é mais econômico, já que o IOF é muito menor. Eu fico realmente triste com o nosso governo.. eles subiram muito o IOF do cartão pré-pago, que era nossa forma mais segura de viajar pra fora.

      Agora o que temos é o seguinte:

      Em espécie – A forma mais barata, porém menos segura
      VTM Cartão pré-pago – IOF alto, mais seguro e garante a cotação do dia.
      Cartão de Crédito – Mesma IOF do VTM, mesma segurança do VTM, acumula pontos e tem a cotação dia que fecha a sua fatura (podendo ser maior do que você estava esperando ou menor).

      O que eu faço hoje: levo cerca de 30% do valor em espécie e deixo o restante para o cartão de crédito. Fico mais vulnerável a cotação, mas pelo menos eu acumulo pontos….

      Enfim.. espero ter ajudado… Se tiver qualquer outra dúvida me dá um grito aqui

      Reply
  19. Rangell

    Oi Robson boa noite!

    Em uma outra postagem do blog vc já me ajudou, gostaria de uma ajuda agora, na minha viagem pra Europa pretendo passar por Paris, estou em dúvida entre 3 hostels, um no 15º arridonsement,o 3 Ducks(próximo a Torre Eiffel e metrô), precisa bastante de metrô para se deslocar, outro em Marais, próximo à Notre Dame, e um em Latin Quartier,próximo a esse que vc ficou. Todos com bom custo benefício e boas avaliações. Li muito bem a respeito de Marais e Latin Quartier,movimentação,vida noturna,etc e vários blogs não recomendam que se hospede além do 10º arridonsement(apesar que este primeiro hostel que falei parece ter boa infraestrutura,tem comércio próximo também etc). O que você faria, em qual hospedaria? Obrigado e abraço.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Rangell, tudo certo?

      Então, cara, eu dei uma olhada na localização do 3 Ducks e achei ótima. Ele fica pertinho de duas estações de metrô, e isso é o que mais importa! Você vai usar muito o metrô de Paris!!

      Eu não sei bem sobre a região… tipo, nessa minha última viagem eu fiquei próximo da Gare du Nord, achando que seria legal.. no fim foi péssimo! A região a noite era bem esquisita… não aconteceu nada, mas a noite lá é bem zuado! De qualquer forma na estragou a viagem, pois só passava por ali de manhã, para ir para outros lugares, e a noite, quando voltava.

      Eu pensei em me hospedar no Marais, era uma região que eu tinha vontade de ficar… por ser bonita. Não sei bem como é a noite lá… mas acho que deve ser legal.

      Priorize um lugar com metrô por perto… é a melhor dica que posso te dar.

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  20. Liane

    Oi, Robson! Bom dia!
    Encontrei seu blog ontem e só quero ficar lendo suas postagens agora…rs
    Vou fazer meu primeiro mochilão pela Europa em Maio e tenho um milhão de dúvidas, principalmente pq vou sozinha e meu inglês é péssimo.
    Obrigada por compartilhar suas experiências!
    Se eu precisar de algumas dicas, vou lhe procurar, viu?? rs

    Ah! Vou logo tirar a primeira dúvida: Esse post do Oops Hostel é de 2012. Você ainda acha que é uma boa opção de albergue ou indicaria outro?
    Possivelmente vou seguir o roteiro que vocês fez. Valeu!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Li!! Tudo bom? Então, já voltei pra Paris mais vezes e não dei muita sorte em outro hostel.. ainda fico com o Oops! Se eu descobrir mais lugares legais, pode deixar que vou compartilhar!!

      Pode ficar a vontade para perguntar o que quiser

      Bjooo

      Reply
  21. Géssica Nóbrega

    Oi Robson! Bom dia!
    Eu reservei estadia no Oops Hostel para Dezembro! Para se deslocar em Paris, você recomenda a compra de algum tipo de passe para os transportes públicos? Eu estou querendo também visitar a Disneyland e Versalhes.
    Obrigada!!!

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *