Visitando o Cemitério e o Bairro Judeu de Praga

Explorar a cidade de Praga é uma viagem no tempo e um grande mergulho na história, principalmente quando visitamos Josefov, conhecido como o Bairro Judeu de Praga, e onde fica o Cemitério Judeu mais antigo do mundo.

Cemitério Judeu de Praga

Por dentro da história

Os judeus começaram a se estabelecer em Praga durante o século X. Após o primeiro pogrom (como é chamado o ataque em massa a pessoas, casas, negócios e centros religiosos, simultaneamente), os judeus passaram a viver em um único bairro de Praga, cercados por um muro.

Muitos pogrons se repetiram, sendo que um dos mais sangrentos massacrou mais de 3 mil judeus durante a Páscoa.

Além de viver dentro desse bairro, os judeus também deveriam ser enterrados dentro dele. O cemitério existente dentro do bairro logo ficou lotado, e na falta de espaço a solução foi a remoção de todas as lápides para que uma nova camada de terra fosse depositada por cima. As lápides antigas foram recolocadas e novas foram surgindo.

Cemitério Judeu de Praga

Com o tempo essa nova camada de terra também lotou e todo o processo foi refeito. Isso se repetiu por séculos! Acredita-se que pelo menos 12.000 pessoas foram enterradas no pequeno cemitério, que chegou a ter 12 níveis de terra.

O fim desse processo chegou quando o imperador José II libertou os judeus desse bairro. Os muros deixaram de existir e lugar passou a ser um bairro de Praga, chamado então de Josefov – em homenagem aos judeus.

Cemitério Judeu de Praga

Com as datas presentes nas lápides é possível comprovar que este é o cemitério judeu mais antigo do mundo.

Visitando o Cemitério Judeu em Praga

Para visitar o Cemitério Judeu de Praga você precisa adquirir uma espécie de ticket combo, que vai autorizar sua entrada no cemitério e também em algumas sinagogas do bairro. Não é possível comprar um ingresso exclusivo para o cemitério, somente esse do combo é vendido.

A visita não é demorada. Existe uma caminho definido para avista, e você deve seguir a direção indicada. Lá dentro existem alguns avisos de que fotos são proibidas. Eu acredito que essa proibição se deva ao fluxo de pessoas que fazem a visita. Para o lugar não ficar muito cheio, é ideal que as pessoas só passem e não parem para fotografar. Durante a minha visita estava bem vazio e confesso que não resisti – acabei fotografando pois o lugar é realmente impressionante.

Cemitério Judeu de Praga

Visitar um cemitério, ainda mais carregado de tanta história e de uma passagem tão triste, acaba deixando o clima meio diferente. Senti uma sensação muito mais melancólica nessa visita do que pesada – como foi no Campo de Concentração de Dachau, na Alemanha.

Cemitério Judeu de Praga

Desconto Seguro Viagem

Depois da visita ao cemitério eu saí para visitar algumas sinagogas do bairro. Em algumas eu entrei rapidamente, mas fotos lá também eram proibidas, então no máximo tirei uma foto por fora mesmo. O ticket permite visitar cerca de 10 sinagogas, mas eu não fui em todas pois não achei algo tão interessante para o tempo que eu tinha na cidade.

Evite fazer a visita aos sábados, pois alguns locais da visita fecham neste dia da semana.

As principais sinagogas do bairro judaico são:

Sinagoga Velha Nova

Esta é a Sinagoga mais antiga da Europa, datada de 1270. Vale destacar o estilo gótico primitivo da sua arquitetura.

Sinagoga Velha-Nova Praga

Sinagoga Maisel

Foi construída em 1592 e era local particular, pertencente a Mordecai Maisel, um cortesão judeu e conselheiro de finanças de Rodolfo II. Lá dentro é possível ver objetos tradicionais e religiosos.

Sinagoga Maisel

Sinagoga Pinkas

Construída entre 1519 e 1535, foi convertida em um memorial das vítimas do holocausto. Lá todas as paredes estão cobertas por nomes de vítimas desta época trágica da história.

Sinagoga Pinkas

Sinagoga Klaus

Datada de 1694, foi construída onde antes era o local de escolas e centros de oração judaicos. Hoje abriga objetos que remetem a vida dos judeus e trajes tradicionais judaicos.

Bairro Judeu de Praga

Sinagoga Espanhola

Está é a mais recente das sinagogas e considerada uma das mais bonitas. Construída em 1868, hoje abriga um museu onde se pode ver uma exposição sob a vida dos judeus das últimas décadas.

Sinagoga Espanhola

Qualquer dúvida que tenha fique a vontade para deixar um comentário.

Vai visitar a cidade de Praga? Encontre aqui as melhores opções de hospedagem.
Aproveite e pegue aqui um cupom de 15% de desconto para contratar o seu Seguro Viagem.

Melhor Seguro Viagem InternacionalBooking.com

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

16 Comentários

  1. Tarcísio Slaves

    Robson faz algum tempo que acompanho seu blog, estou indo para Dublin e vou usar muito o conteúdo dele para organizar minhas trips por lá.
    Quero te dar os parabéns e agradecer por você disponibilizar um conteúdo tão bom e de ótima qualidade tanto na resenha quanto no visual. Se for fazer um mochilão pelos lados da Irlanda e precisar de ajuda, dica, qualquer coisa é só chamar, chego lá dia 25/10 sábado agora.

    Grande abraço.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Opa… que legal Tarcísio….te desejo uma ótima viagem!!! Aproveite muito!! Obrigado pela mensagem aqui no blog!!

      Grande abraço!!!

      Reply
  2. Smith Kemp

    Cara, parabéns pelas dicas e pelo compartilhamento da experiência. Viajar sem dúvida é um dos melhores investimentos que uma pessoa pode fazer. Acompanhando seu roteiro, vi que você entrou na Europa por Portugal e teve como destino final Praga. Tenho 2 dúvidas: você entrou por Portugal por ser mais barato? E a volta, foi por Portugal também? ou pegou um vôo de Praga para o Brasil?
    Eu estou planejando um mochilão com meu pai pra Europa também, estamos pensando em Suíça, Áustria, Alemanha(somente Munique) e Praga. Se puder dá alguma dica fico grato. Abraço.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Fala Smith tudo bom?

      Então, na verdade não escolhi começar por Portugal por ser mais barato não… na verdade foi uma por vontade mesmo e também para facilitar o roteiro. Se você analisar vai ver que meu roteiro seguiu uma linha continua: Portugal > Espanha > Suíça > Alemanha > Áustra > Rep. Tcheca.

      Eu comprei a passagem de ida e volta pela TAP. Indo por Lisboa e voltando por Praga – mas o vôo que saia de praga fazia escala em Lisboa.

      Espero ter ajudado

      Reply
  3. Fabiano

    Oi Robson, vá se acostumando, pois verá muitas dúvidas minhas ao longo do seu blog, hehehehehe… Quanto ao combo das visitas ao cemitério + sinagogas, qual o valor, onde compra? E a visita ao cemitério leva em torno de quanto tempo? Mto obrigado!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Fabiano… então, vamos lá…. o ticket regular que inclui as sinagogas e também o cemitério custa CZK 300… eles tem alguns pacotes especiais para famílias e valores especiais para estudantes e crianças. Você também pode comprar um combo desse ticket + o ticket da Old-New Synagogue, que custa CZK 480…

      Pelo que eu descobri, agora você pode comprar esses tickets no site: http://www.jewishmuseum.cz/en/e-shop-en/

      Caso queira comprar direto lá em Praga, é pertinho da entrada do cemitério…. fácil de achar!!

      Qualquer outra dúvida é só dar um grito!!! Abraço!!!

      Reply
  4. Paulo Emanoel

    Parabéns pelo blog. Estou em Praga e confesso que seus roteiros estão sendo bastantes úteis. Apenas com uma ressalva… a foto exposta como sinagoga espanhola… na verdade é da sinagoga Jerusalém.

    Reply
  5. Ana Rita

    Olá! Estou a planear uma visita a Praga e um dos pontos a visitar seria sem duvida o Bairro Judeu, gostava de saber qual o tempo médio de visita? Obrigada

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Ana, tudo bom? Então, o tempo vai depender muito de cada pessoa… de quanto tempo você vai querer ficar em cada lugar.

      Eu consegui ver todo o bairro em uma manhã… não acho que precise muito mais do que isso.

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  6. Frederico

    Boa Tarde, Robson. Quanto tempo dura a visita ao Bairro Judeu? Consigo fazer ele e a cidade antiga em um dia inteiro?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Fred, tudo bem? Então, a visita vai muito do seu ritmo né… mas eu acho que você consegue ver o bairro e a cidade antiga no mesmo dia sim… bem tranquilo inclusive.

      Bom, se precisar de qualquer coisa é só me dar um grito aqui. Abraçooo!!

      Reply
  7. Luis

    Gostei do seu Post sobre o Bairro Judeu e as suas fotos estão incriveis, eu fui no inverno e estava tudo assim meio despido e já sem neve. Apesar de ter gostado achei bem caro para para o que oferece e sinceramente já não aguentava tanta vitimização sobre o holocausto (como se mais nenhum povo ou raça tivesse sofrido na história) na minha opinião para os que tem pouco tempo ou dinheiro podem bem passar ao lado que a cidade tem coisas bem mais interessantes para ver.

    Reply
  8. Walter

    Olá, Robson! Parabéns pelo seu Site!
    Estive em Praga em maio/2018, visitando minha filha que estudava lá. Cidade fantástica e, sem dúvida, uma das mais bonitas do mundo – se não, A mais bonita do mundo!
    Ainda assim, o turista pode se deparar com alguns probleminhas. Por exemplo, sacar Coroas Tchecas nos caixas ATM, convertendo de seu cartão em Euro ou Dólar, é perda grande na certa. A maioria das casas de câmbio anuncia “taxa 0%”, o que é mentira deslavada – cobram corretagem que vai de 20 a 40%!!
    Há restaurantes movimentadíssimos que, para minha surpresa, não aceitam qualquer tipo de cartão – só Coroas Tchecas.
    Recomendo um canal no Youtube muito útil, Honest Guide Prague, de um guia turístico local chamado Janek Rubeš – ele dá dicas fantásticas e, também, alerta para golpes a que turistas normalmente estão sujeitos por lá. Felizmente, por outro lado, Praga é uma cidade extremamente segura e, em comparação ao Brasil, praticamente livre de violência.
    Finalmente, indico o clip do INXS, Never Tear Us Apart, gravado em Praga.
    Abraço!
    Walter

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Walter!! Muito bom seu comentário!! Fico feliz que gostou do blog e te agradeço a mensagem! Sempre bom compartilhar dicas assim com outros viajante .

      Muito obrigado mesmo!! Um abraço!!

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *