Khao San Road, explorando a rua mais louca de Bangkok

Mesmo depois de muitas horas de vôo e aeroportos, eu não tinha tempo a perder. Fiz meu check-in no Rambuttri Village, que é uma das melhores opções de hotéis que você pode escolher na região, e logo saí para bater perna.

O calor em Bangkok é tudo aquilo que realmente falam – ou até pior. Sério mesmo, a cidade é muuito quente. Quando eu abri a porta do quarto e saí do ar condicionado, parecia que eu estava entrando em um forno a lenha ou em uma sauna gigante.

Por conta disso não dá pra esquecer das regras básicas: use roupas frescas, passe protetor solar, leve sempre uma água com você, esqueça seu tênis e acredite que a vida lá é mais feliz de havaianas.

Bom, eu decidi tirar o meu primeiro dia de viagem para explorar a região do meu hotel e, claro, a Khao San Road. Se você está começando a pesquisar agora sobre Bangkok, logo vai descobrir que essa é a rua mais famosa da cidade – pelo menos entre os mochileiros.

Khao San Road, Bangkok - Tailândia
Khao San Road, Bangkok – Tailândia

Sabe aquela imagem que temos na cabeça de uma Bangkok muito louca, onde tudo é possível e tudo pode acontecer? Estúdios de tatuagem, camelôs, produtos de todos os tipos, roupas, bares, videntes e muita, mas muuuuita gente.. isso é a Khao San!

A rua é o point dos mochileiros… o que você não vai deixar de ver por lá são jovens indo para um lado e para o outro com suas mochilas nas costas – como eu mesmo fiz nas minhas primeiras horas na cidade.

Mas mesmo que você não seja um mochileiro a Khao San deve fazer parte do seu roteiro – a rua é um dos pontos altos da cidade e acho que você tem que ir lá nem que seja para dizer: eu odiei isso aqui!!

Khao San Road, Bangkok - Tailândia
Khao San Road, Bangkok – Tailândia

Durante o dia a Khao San é bem movimenta. Eu já tinha cruzado a rua duas vezes – como você pode ler no meu primeiro post sobre Bangkok. Mas só depois de largar minhas coisas no hotel, tomar um bom banho e vestir as roupas certas, é que eu realmente pude curtir a rua com “calma” – se é que isso é possível.

A Khao San não é uma rua muito longa, em poucos minutos você a cruza de uma ponta a outra. O legal é ir por um lado e voltar pelo outro – assim você possivelmente vai ver mais coisas. Mas é legal repetir esse trajeto algumas vezes – juro que cada vez que eu cruzava a rua eu via algo que ainda não tinha visto.

Khao San Road, Bangkok - Tailândia
Khao San Road, Bangkok – Tailândia

É difícil dizer aqui tudo que você vai ver por lá – na verdade é impossível. Mas já posso adiantar que você vai encontrar muita roupa. Para os homens tem camisetas e regatas com estampas super clássicas da Tailândia, além de bonés, bermudas, tênis…  já para as mulheres as opções são ainda mais variadas: tem vestidos, camisetões, regatas, cangas.. enfim, não sei o nome de tudo que tem por lá… mas é tudo no maior estilo verão e com uma preço bacanérrimo.

Khao San Road, Bangkok - Tailândia
Khao San Road, Bangkok – Tailândia

Além de roupas tem bijuterias – tanto para mulheres quanto para homens. Eu comprei umas pulseiras de couro bem legais. Tem brincos, correntes, óculos, havaianas – muuuuitas havaianas. Lá todo mundo usa havaianas – sério mesmo!! Mas claro, nada por ali é original…. mas como eles dizem: é tudo same same…  but diferent.

O esquema é andar para todos os lados e ver tudo que você conseguir. Ahhh e deixa eu falar, quando eu cheguei lá eu podia jurar que a Khao San era tipo uma rua só para pedestres, mas na real não… lá passam carros, taxis, motos e muito tuk-tuk – e mesmo assim todo mundo anda no meio da rua, então fica esperto para não ser atropelado por um deles… hahah.

Khao San Road, Bangkok - Tailândia
Khao San Road, Bangkok – Tailândia

Eu não sei se tenho muita cara de turista, mas a cada cinco passos que eu dava um vendedor diferente vinha me abordar. No começo é susse, mas confesso que depois comecei a achar meio chato – eu só queria andar e olhar, não queria realmente comprar alguma coisa.

Decidi então incorporar o meu perfil curitibano mais profundo e apenas ignorar os vendedores, passando reto como se ninguém estive falando comigo – achei que eles me deixariam em paz fazendo isso, que ilusão. Eles são muuuito insistentes – e até meio abusados, juro!! Alguns seguiam andando do meu lado e até me cutucavam, pra eu olhar ou parar para dar atenção pra eles. Que chaaaaaatos! No fim eu vi que a solução mesmo é ir andando e falando “No… No… No..”

tumblr_lsvbq0kA4u1r3gup8o1_r1_400
Enfim, já vá preparado para levar tudo isso numa boa. Ahhh outra coisa que rola na Khao San e não posso esquecer de comentar são as Thai Massages… Em meio ao burburinho de Hello! How are you! Sawasdee Krab! Where you from?! Você vai ouvir Thai massage, thai massage, thai massage… eu acho que eles tentam te convencer pela força da insistência.

50% de Desconto no Seguro Viagem para todos os destinos da América do Sul

Khao San Road, Bangkok - Tailândia
Pensa no burburinho de vendedores nesse mar de gente…

De qualquer forma vale muito a pena fazer Thai Massage – pelo menos uma vez para você ver como é! Eu não fiz Thai Massage na Khao San, acabei fazendo em Chian Mai, mas é meio que a mesma coisa. O que eu fiz na Khao San foi a Fish Massage e geeeente!!!! Sério!!!! Que parada mais loucaaaaa!!

Você coloca seu pé dentro de um aquário cheio de peixes que comem a pele morta do seu pé. Meu deus… Eu tenho muita cócega no pé e ficava rindo sozinho igual um besta… hahahahha.. Mas depois consegui me controlar e curtir o momento.

Fish Massage - Khao San, Bangkok
Fish Massage – Khao San, Bangkok

Eu paguei 150 bahts por 15 minutos de Fish Massage e acho que você não pode deixar de sair de lá sem fazer, é muuuuito legal!

E se você acha que durante o dia a coisa por ali é louca… ahhh meu amigo, se prepare para ver a Khao San à noite! O lugar se transforma ainda mais e o que já era louco fica totalmente “alucicrazy”.

Khao San Road, Night - Bangkok
Khao San Road, Night – Bangkok

Várias barracas de comidas são montadas na rua e os bares ficam muito mais agitados. Música ao vivo e DJ’s não faltam em nenhum bar! A questão é que as musicas são tocadas na frente dos bares, então todo o som vem pra rua e todas as músicas se misturam…. COISA-DE-MA-LU-CO!

Khao San Road, Night - Bangkok
Khao San Road, Night – Bangkok

Nas barraquinha de comida rola solto o Phad Thai, prato super clássico da Tailândia – barato e muito gostoso.  Ah, e claro.. grilos, escorpiões e aranhas também pipocam durante a noite – todos no espetinho pra você provar.

Khao San Road, Night - Bangkok
Khao San Road, Night – Bangkok

Mas deixa eu abrir um parêntese aqui: gente, essas paradas tipo aranha e escorpião não são as comidas comuns para os tailandeses… Eles não acordam cedo e vão comer um escorpião no café da manhã. Isso é tipo coisa pra turista mesmo… e eu, como não sou turista e sim um viajante (risos)… só tirei foto… preferi me aventurar em outros pratos amarelei.

Masss se você tem cara de encarar, vai lá, come e depois volta aqui e me diz que gosto tem…. Já ouvi várias descrições: inclusive que o escorpião tinha gosto de coisa velha mofada – CRE-DO!!! Desculpa, não sou obrigado!

Khao San Road, Night - Bangkok
Khao San Road, Night – Bangkok

Ahhh escrevendo agora me deu saudades do caos da Khao San e da agitação de Bangkok. Eu jurava que tinha feito muitos vídeos da Khao San, mas no fim fiz apenas uns pingados – acho que fiquei tão contagiado com o lugar que esqueci de filmar. Então compilei os vídeos que eu fiz e você pode ver o resultado só pra ter um gostinho a mais…

Mas meu primeiro dia não ficou só na Khao San. Eu também explorei a rua do meu hotel, que é a Rambuttri, uma rua paralela com a Khao San e também cheia de bares, camelôs e viajantes – mas muuuuito mais legal! Sem dúvida é minha rua favorita em Bangkok e vai merecer um post só pra ela. Fica de olho aqui no blog que logo eu vou contar tudo…

E aí, curtiu o começo da minha aventura pelo Sudeste Asiático? Já foi pra lá ou tem vontade de conhecer? Fica a vontade para deixar um comentário aqui no post e vamos trocar uma ideia!! Sawasdee Krab!

Booking! Faça sua reserva!
Melhor Seguro Viagem InternacionalBooking.com

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

25 Comentários

  1. Paolla

    Amando saber mais detalhes sobre a Tailândia, moro aqui do lado na Malásia e estou enlouquecida por uns dias na Tailândia!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Que bom que está curtindo Paolla… fica de olho pois vai ter muuuuuita coisa ainda Ahhh você está aí do lado, tem que aproveitar para girar pela Tailândia!!!

      Reply
  2. Osvaldo Souza

    Teus posts tão cada vez melhores mano e as fotos que foi um dos atrativos que me fizeram começar a seguir o blog tão show como sempre. E agora como tá incluindo também vídeos nos teus posts, tá ficando cada vez mais foda.

    Muito bom o post, e tu faz bem o seu trabalho de criar expectativas em viajantes hahaah
    Será se vou? hahaah Vamos ver meus próximos destinos… talvez role uma promoção pra lá e quem sabe depois de ter voltado do frio da patagônia embarque pro calor da Thailandia. É uma idéia.

    Parabéns cara.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Opaa… fico muito feliz que continua acompanhando o blog Osvaldo e mais ainda em saber que está gostando da evolução dos posts…. Tem muito conteúdo maneiro para postar por aqui.. fica de olho!! E mais uma vez muito obrigado pela mensagem!!

      Reply
  3. André Brito

    Muito legal o post!!! Não vejo a hora de ver todo o resto, principalmente o salto de paraquedas em Dubai!!! Cara, deve ser espetacular!!! hahaha… O jeito é ficar na ansiedade!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande André…. estou escrevendo muitos posts, estou louco para postar tudo!! O salto de paraquedas em Dubai foi incrível, nossa, sem palavras para descrever… Continue acompanhando o blog

      Grande abraço!!

      Reply
  4. Michael Jangareli Garcia Ferreira

    Incrível post, Robson, também estou muito ansioso para saber mais sobre o restante da viagem

    Reply
    1. Robson Franzói

      Fica de olho aqui no blog Michael, vou tentar postar tudo o quanto antes.. estou muito animado escrevendo sobre essa viagem…. Foi, sem dúvidas, a mais incrível de todas….

      Reply
  5. Leila

    Que Loucura Meu Deus, Quando Estive em Roma tinha alguns vendedores Indianos ( eu acho ) que também ficam seguindo eu e meu marido para tentar vender alguma Bugiganga !

    Não sei se tenho coragem de comer esses insetos que você come , já me disseram que tem o mesmo gosto que camarão mais não sei não !

    Estou ansiosa pelo resto da viagem !

    Reply
    1. Robson Franzói

      Hahahah.. muita gente fala que os insetos tem gosto de salgadinho…. credo, mas eu não como insetos não hahha.. Fica de olho aqui no blog que vai ter muuuuuuuita coisa legal!!

      Reply
  6. Helcius

    Boa noite robson!

    Curti bastante este post. Venho pesquisando e analisando onde ficarei hospedado pois irei agora em fevereiro e visitarei Bangkok, Chiang Mai e Phi Phi island.
    Voce tem alguma dica sobre os templos budistas que fazem as tatuagens Yant Gao? Mas nao em estudios, mas sim em templos de monges e nos moldes corretos.

    Grande abraço.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Helcius, tudo bom?? Cara.. vou ficar te devendo essas dicas.. eu confesso que pesquisei um pouco sobre isso antes de ir, mas depois desisti de fazer a tattoo… vou continuar fazendo aqui no Brasil mesmo

      Mas se você descobrir e fizer uma, depois volta aqui pra me contar como foi.. pode ser??

      Um grande abraço!!

      Reply
      1. Helcius

        FAlae Robson!
        O foco mesmo é fazer as 2 ou 3 tatuagens da forma correta com monge budista e todos os rituais. Conhecer mais e mais de Bangkok, Chiang Mai e Phi Phi island vai ser para relaxar e curtir a vida.
        Com certeza, assim que retornar com as tatuagens eu envio imagens aqui pra vcs
        Grande abraco e continuarei olhando as dicas que vc colocou da tainaldia. Vao ser de grande ajuda.

        Abs

        Reply
  7. Monteiro

    Amei os posts, cara em relação as tatoo qual é o conselho que das, ha lugar especifico para fazer ou podes fazer em qualquer lugar que fazem tatoo…

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Monteiro, tudo bom? Então… olha, eu pensei em fazer tattoo por lá… mas depois desisti. Prefiro fazer por aqui mesmo, no cara que eu confio e conheço o trabalho.

      Se você realmente quiser fazer por lá, tente pesquisar ao máximo sobro o lugar… Existe caso de gente que pega foto de tattoo foda na internet e diz que foi ele que fez… então não dá pra confiar 100% nas fotos que você vê na vitrine do studio.

      Veja o site do cara… procure o face e veja comentários… acho que é a melhor dica que posso te dar sobre isso

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Igor, tudo beleza!?! Cara, essa rua é agitada o dia todo. Vale a pena ver ela durante o dia e também a noite, pois ela se transforma!

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  8. Fabricio

    Lendo todo seu roterio e achando fantátisco.
    Curtindo demais… pensando em variar um pouco e ir pra Tailândia pra conhecer e estou avaliando se vale a pena acrescentar outro país ou ficar só por lá.
    Talvez eu vá só… caso um amigo não possa ir. Você acha que da pra ir sozinho tranquilo?A
    Abraços
    Fabricio

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Fabricio, tudo beleza!?! Dá pra ir sozinho simm… eu fui e essa foi a viagem mais incrível que eu já fiz. Vá sim, você vai curtir muuuito!!!!

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  9. Juliana Coelho

    Oi Robson!

    Estou encantada (e rindo muito) com seu blog e todos os posts que li ate agora. Sou jornalista, de Salvador, e estou indo em janeiro de 2018 pra Tailândia com marido e filhos. Somos do tipo – topamos qualquer aventura – mas ainda estou perdida na ida pra lá. Não montamos roteiro ainda, nem nada, só passagens. Serão 16 dias, contando com dia de viagem então tiramos uns 2, e queremos fazer Tailandia e Bali, será que rola? Pensei em chegar por Bangkok, ir a Chiang Mai, Ilhas Phi Phi e Bali, voltando pra Bangkok pra voltar ao Brasil. Que acha?

    Outra coisa, sei que você n tem filhos rs, mas talvez possa ajudar com o que viu e os trajetos que faremos. Temos um carrinho para minha baby, ou uma mochila tipo um canguru. Você acha melhor levar qual dos dois? haha (muitas perguntas). Pq pensei que em alguns trajetos levar o carrinho poderia ser meio transtorno.

    Um beijo, querido e obrigada desde já.

    Juliana

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Juu, tudo bom?? Que bom que está se divertindo e pegando dicas por aqui! Fico super feliz em saber, de verdade

      Então, estou na Indonésia agora.. separei 9 dias pra ficar aqui e confesso que achei pouco!!

      Eu acho que nesse tempo que você tem seria melhor aproveitar mais a Tailândia. Fazer Bangkok com calma, já que vocês terão que ir no ritmo das crianças… acho que uns 4 dias na cidade. Aí fazer Chiang Mai, uns 2 ou 3 dias. E o restante nas praias….. acho que vão aproveitar melhor assim.

      Sobre o carrinho ou canguru… acho que o canguru, sem dúvidas… sempre vejo os europeus que trazes baby pra cá dessa forma. Carrinho seria um sacrifício… as ruas são tortas…. as praias então, impossível….

      Bom, espero ter ajudado… Se precisar de qualquer coisa é só me dar um grito aqui. Beijooooo!!!!

      Reply
  10. Emerson Fausto

    Pensa num blog bem elaborado, li tanta coisa sobre a Tailândia aqui, mais especificamente Bangkok porque é um dos meus destinos da viagem que farei agora, dia 23/09. Estou indo para Pequim, mas dia 02/10 estarei rumando a essa cidade que mistura loucura com espiritualidade. Parabéns pelos textos, por compartilhar essas experiencias e, vou tentar no dia 22/09 dar uma passadinha no Café do Viajante, já que o meu voo saí de Curitiba para São Paulo e depois para o mundo! Haha
    Um grande abraço e mais uma vez, meus parabéns pelo blog!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Emerson!! Que bom ler essa sua mensagem aqui!! Fico feliz que o blog ajudou no planejamento da sua viagem!! Ainda mais feliz que você possa ter conhecido o Café do Viajante. Depois me conta como foi a viagem e se conseguiu passar lá.. se não foi ainda, vamos combinar um café

      Grande abraço e mais uma vez obrigado pela mensagem!!

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *