Ayutthaya • Tailândia, por um viajante

Ayutthaya já foi capital da Tailândia e explorar a cidade é como fazer uma viagem no tempo. Declarada Patrimônio Mundial da Unesco, a cidade é cheia de templos, Budas e ruínas para você visitar.

Pra você ter uma ideia, Ayutthaya já teve mais de 1500 templos e era a cidade mais importante do Reino da Tailândia. Pesquisadores chegam a afirmar que ela foi a maior cidade do mundo, quando, em 1760, chegou a ter um milhão de habitantes.

Ayutthaya, Tailândia

A beleza e riqueza da cidade atraiu muitos olhares e em 1767 a cidade foi invadida pelos exércitos da Birmânia.

Completamente saqueada e destruída, Ayutthaya se transformou um uma cidade de templos antigos e ruínas. O Reino de Sião, a Tailândia, declarou Bangkok, que fica a cerca de 80 quilômetros de Ayutthaya, como sua nova capital – e é lá que começo a viagem que vou contar pra você nos próximos posts.

De Bangkok para Ayutthaya

Existem algumas formas para você ir de Bangkok para Ayutthaya: contratando pacotes fechados em agências de Bangkok, negociando com motoristas de taxi ou indo por conta própria de ônibus, van ou trem que foi a maneira que eu escolhi.

A viagem de trem dura cerca de uma hora e meia (podendo levar quase três horas, dependendo do trem) e custa uma bagatela de 20 bahts, na terceira classemenos de 2 reais.

Para não deixar esse post muito grande, eu vou deixar para comentar sobre os transportes de Bangkok para Ayutthaya em outro post.

Negociando seu passeio em Ayutthaya

Eu cheguei na estação de trem de Ayutthaya por volta das dez horas da manhã. Logo que desembarquei já fui abordado por alguns motoristas oferecendo seus serviços para visitar a cidade.

Estação de trem de Ayutthaya
Estação de trem de Ayutthaya

Os motoristas de tuk-tuk que ficam do lado de fora da estação cobram cerca de 600 bahts para te levar para os templos – em passeios de duas horas, com visita em quatro templos. Vamos lembrar que tudo por lá pode (e deve) ser negociado… então lembre de chorar para eles abaixarem o preço ou estender o tempo do passeio – ou até as duas coisas ao mesmo tempo.

Eu procurei algum motorista de taxi para ver qual era o preço – já que um carro com ar condicionado não seria nada a mal.

Olhei pra um lado, olhei pro outro… nada! Não achei taxista por lá

Voltei para dentro da estação pra ver se encontrava alguma informação – ainda não estava certo em fechar o passeio com os motoristas lá de fora.

Eis que sou abordado por um outro motorista de tuk-tuk que me ajudou a olhar os horários do trem para voltar a Bangkok. Ele foi super atencioso e me deu umas dicas legais. Se apresentou como motorista oficial e me mostrou a foto dele em um quadro dentro da estação que comprovava isso.

Em seguida me mostrou um caderninho com depoimentos de viajantes de diversas partes do mundo falando sobre  ele.

No caderno não tinha nenhum depoimento em português, mas eu vi alguns em inglês e também em Espanhol. Eu lembro de ter lido algo sobre um motorista que tinha um caderninho desses e que o passeio com ele realmente valia a pena.

Ayutthaya, Tailândia
Algumas fotos do meu dia em Ayutthaya

O preço dele é que era o problema: 1200 bahts cerca de 120 reais, por um passeio de 4 horas. Eu vi nos depoimentos que era esse o valor que as pessoas tinham pago. Fiquei pensando por um tempo e resolvi pedir um desconto: falei que tinha apenas uma nota de 1.000 e que era o que eu podia pagar. Ele pensou um pouco mas no fim acabou cedendo.

Mesmo com o desconto não foi uma opção barata – contratando o passeio em Bangkok, incluindo o transporte de van e até um lanche, eu teria pago bem menos.

Mas ainda assim não me arrependo… Tive um motorista só pra mim e pude fazer tudo que eu queria no meu tempo. Não dá pra dizer que 1000 bahts é algo extremamente caro – são menos de 100 reais por 4 horas de passeio. Claro que se eu tivesse pelo menos mais um viajante comigo para dividir essa grana seria bem melhor.

Como foi o passeio com o tuk-tuk em Ayutthaya

Bom, eu confesso que esperei algo um pouco diferente por parte do guia na hora que contratei o tour na estação. Eu achei que ele ia entrar nos templos comigo e me contar um pouco da história de cada lugar – mas na verdade o esquema é um pouco diferente.

O guia tinha um folheto onde todos os templos da cidade estavam listados. Era tipo um guia impresso mesmo – em inglês e com fotos. A cada parada ele pegava o impresso e colocava na página do próximo templo – para que eu pudesse ler um pouco sobre o lugar.

Ayutthaya, Tailândia

Ayutthaya, Tailândia

Ele me disse que me levaria aos principais e mais bonitos templos da cidade. Também me mostrou como seria o percurso e qual a ordem dos templos eu iria visitar.

Logo ao chegar nos templos ele me informava se o templo era pago e quanto tempo mais ou menos eu tinha para ficar por lá. E era basicamente isso… ele então ficava me esperando do lado de fora dos templos – a única parte que eu achei meio chata.

Considerações gerais sobre o passeio com tuk-tuk em Ayutthaya

Eu não posso dizer que não gostei do passeio, pois a cidade é linda, os templos são lindos e tudo isso acaba compensando. O que eu senti um pouco de falta foi de ter um guia o tempo todo comigo, me contanto um pouco sobre a história de cada lugar.

Ayutthaya, Tailândia
Templos em Ayutthaya, Tailândia

No Camboja eu fiz um passeio com guia particular e achei que valeu muito a pena. Se você tiver condições de investir um pouco mais e contratar um guia que entre nos templos com você e realmente faça um passeio guiado, eu acho que você não vai se arrepender. Caso você vá por conta até Ayutthaya, talvez tentar negociar com um dos motoristas não oficiais saia mais em conta – só não feche um passeio com menos de quatro horas, você vai perder muita coisa.

* * * * *

Outra opção muita comentada para explorar Ayutthaya são as bikes. Eu confesso que não me imagino, naquele calor que estava fazendo, pedalando de um templo ao outro – sendo que eles são distantes um do outro. Caso essa seja a sua opção para explorar a cidade, tenha sempre uma garrafa de água, por favor! me senti sua mãe falando agora

* * * * *

 

De qualquer forma eu acho que Ayutthaya não pode ficar de fora do seu roteiro. A cidade é um museu a céu aberto e certamente vai te conquistar.

No próximo post você confere um roteiro com todos os templos que eu visitei e um pouco sobre a história de cada um. Fique a vontade para comentar aqui no post e tirar suas dúvidas sobre Ayutthaya. Sawasdee Kraaaap!

Booking! Faça sua reserva!
Melhor Seguro Viagem InternacionalAluguel de Carros: Reserve agora!Booking.com

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

22 Comentários

    1. Robson Franzói

      Oi Ana… então, você pode seguir de trem… Logo que chegar em Ayutthaya já compre o seu ticket – que será para a noite, pois é um trem noturno..

      Eu não fiz a viagem no trem noturno – na verdade eu voltei para Bangkok e só em outro dia que segui de avião para Chiang Mai.

      Que bom que gostou do relato, qualquer dúvida é só dar um grito aqui

      Reply
    2. Bruna

      Ana Laura,

      vc já fez a sua viagem? Pensei a mesma coisa sobre fazer Ayutthaya para Chiang Rai (ao invés de Chiang Mai, como vc). Você fez? Deu certo?

      Beijos

      Reply
  1. Marcela

    Olá! Adorei sua descrição detalhada. Estarei em Bankok e queremo comhecer a cidade. Estamos em 5 pessoas. Você acha que seria mãos confortável e melhor já combinar com um motorista de bankok pra Ayutthaya?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Marcela, tudo bom? Olha, eu já vi gente que foi até lá com uma Van contratada. Não sei se é a melhor opção… eu achei o trem uma opção bem legal, uma experiência divertida. Acho que pra vocês também seria.

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  2. Lucas

    Estou lendo seus posts sobre a Tailândia e estou passando aqui para agradecer, textos curtos diretos e as fotos mto bem tiradas, estou indo para lá em um mês, comprei a passagem agora em promoção e tenho só uma pergunta… vc acha que 4h deu pra explorar as coisas de forma não mto apressada? Estou com 15 dias lá e não estou mto afim de ir para as praias pois quero mais conhecer os templos… e sou fotógrafo tb, seria maravilhoso fotografar esses cenários.
    Abs

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Lucas, tudo bom? Que legal que chegou aqui e curtiu o conteúdo. Então, a visita nos templos de Ayutthaya foram corridinhas… deu sim pra aproveitar e tal. Mas o calor é tão grande, que as vezes queremos parar para beber água… descansar um pouco… só que não dá pra enrolar, pois logo vamos para outro templo.

      Você até pode se hospedar por lá e fazer passeios mais longos… no seu ritmo. Tem gente que faz de bike inclusive… eu não sei como, não conseguiria com aquele calor ahahaha

      Pode ter certeza que você vai fazer fotos incríveis por lá… os templos são magníficos!!!

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
      1. Lucas

        Obrigado! É, realmente… estou ciente do calor, deve ser algo mto desgastante hahaha acho que irei ficar 2 dias lá para visitar com calma e a pé andando devagar mesmo.
        Em relação as dúvidas, acho que sua experiência relatada aqui já deu boa base de como e onde ir. obrigado!

        Reply
  3. Suemys

    Oi Robson, estou indo com meu marido para Tailândia em Novembro e estou adorando seus posts, estão sendo suuuper uteis e estamos planejando bastante coisa com base nele.
    Estamos com uma duvida, temos apenas 4 dias em Bangkok, sendo 1 deles reservado para ayutthaya, e depois seguiremos de trem para chiang mai, vc acha que vale a pena fazer esta visita, ou é melhor aproveitar mais 1 dia em Bangkok?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Su, tudo bom? Ahh que show que está programando essa viagem…. tenho certeza que você vai curtir.

      Bom… a ideia é ir de trem até Chiang Mai e ficar apenas um dia? Puts… acho master corrido, além de ser cansativo chegar lá de trem. Até poderia sugerir avião, mas pra 1 dia só eu acho muito corrido. Melhor dedicar esse dia em Bangkok.. talvez visitar o mercado flutuante… o mercado do trem… algo assim. Acho que vão aproveitar melhor

      Espero ter ajudado… Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Grande abraço!!

      Reply
      1. Suemys

        Oi Robson, super obrigada pela resposta!!!
        Na verdade minha duvida é se vale a pena abrir mao de conhecer aytthaya para ficar 1 dia a mais em Bangkok.
        Em Chiang Mai ficaremos 4 dias.
        Obrigada novamente
        Beijos

        Reply
  4. Mário e Nuno

    Olá Robson,

    As fotos estão muito boas! Ilustram perfeitamente Autthaya e tudo o que você conta no post.
    Saudades dessa cidade… Estivemos lá em Março e andámos muito de bicicleta – foi mais fácil do que imaginas. 💪
    O terreno é bem plano o que ajuda bastante, e poupar o dinheiro do tuk tuk também foi uma boa motivação.
    Gastámo-lo mais tarde em comida e fruta. 😀

    Foi bom ver as suas fotos.
    Obrigado, abraço!

    Reply
  5. Debora Michelotti Veras

    Oi
    Estou lendo todos os seus posts pois em março ficarei 22 dias na Tailândia, vc lembra se o passeio oferecido pelo hotel tinha guia? Tens ideia de valor?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Debora, tudo bom? Poxa vida, eu vou ficar te devendo essa informação…. mas tenho amigos que estão por lá, vou tentar descobrir!

      Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Grande abraço!!

      Reply
  6. Duda

    Oi Robson, já que levamos mais ou menos 4 horas no passeio. Acha melhor ir pela manhã ou pela tarde para pegar o por do sol?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Duda, tudo bom? Você ta pensando em ir de trem? Ou com alguma agência ou van? Tem que ver como se organizar para voltar, se for a tarde e ver o pôr do sol.

      E tem que ver também o seu ritmo, para visitar o lugares e tal… meu receio de deixar para ir só a tarde é não dar tempo de ver tudo que você gostaria. Algumas pessoas que querem ver o pôr do sol por lá até dormem em Ayutthaya, ou pegam o trem a noite para seguir viagem. Tem só que se organizar nesse sentido…. Eu preferi ir de manhã para ter tempo de ver tudo que eu queria…

      Espero ter ajudado… Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Grande abraço!!

      Reply
  7. Mariana

    Adoro todos os seus relatos!!! Muitas informações legais com pitada de humor! rsrs
    Estou indo pra Tailândia começo de março e estou pegando altas dicas! Quero ficar o dia todo em Ayutthaya e depois ir pra Chiang Mai no trem noturno! Você acha melhor comprar a passagem antecipada ou no dia mesmo?
    Valeu!!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Mari, tudo bom? Se você tem a data certinha e conseguir comprar antes, pode ser uma boa! Se for pra deixar para comprar lá, não deixe para comprar em cima da hora!! Só por garantia

      Que bom que curtiu o conteúdo aqui no blog, fico muito feliz em saber!!!

      Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito

      Reply
      1. Letícia

        Oi Robson!
        Para ir no trem noturno de Ayutthaya a Chiang Mai, sabe se na estação de trem de Ayutthaya tem lockers para guardar a mochila durante o dia do passeio?
        Obrigada

        Reply
        1. Robson Franzói

          Oi Leh, tudo bom? Olha, vou ficar de devendo essa dica… eu acho que até pode ter sim, mas não tenho certeza.

          Vou tentar descobrir e te atualizo por aqui, tudo bem?

          Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito

          Reply
  8. Paola

    Oi Robson! Adoro seus posts, estão me ajudando bastante a planejar minha viagem para a Tailândia em março e ainda rio bastante com seus comentários bem humorados
    Só estou com uma dificuldade, estaremos em um grupo de 6 pessoas, incluindo meus pais, que tem em torno de 70 anos (além da minha irmã que está grávida!)
    Só encontro relatos de gente jovem na internet, blogueiros viajantes com um perfil bem diferente da minha família hahaha e aí fico em dúvida se alguns programas seriam adequados para eles…
    Será que Ayutthaya é muito puxado pra galera mais velha ou vale a pena? Talvez contratar um passeio com mais de 4 horas para fazer mais devagar…

    Desde já obrigada!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Paola, tudo bom? Que legal que estará por lá em março, eu também estou voltando nesse mês!

      Sobre sua dúvida, pode ficar tranquila. É uma viagem pra qualquer idade…. só não acho muito legal pra criança muito nova, que não entenderia nada dos lugares e nem aproveitaria muito.

      Mas no seu caso eu acho que vai ser tranquilo. Ah, sobre o passeio em Ayutthaya, vocês podem fazer algum passeio guiado mais privativo… talvez de carro… assim não enfrentam tanto o calor…. mas o ritmo é vocês quem decidem..

      Espero ter ajudado… Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Boaaa viagem e aproveite muito!! Grande abraço!!

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *