Descubra a Rota Verde do Café, um passeio saindo de Fortaleza

Já pensou em descobrir uma Rota especial de Café em pleno Ceará? O destino que encanta com suas praias maravilhosas, também surpreende com cafés reconhecidos mundialmente. Conheça a Rota Verde do Café, na Serra de Baturité.

Como já falei várias vezes aqui no blog, uma das coisas que mais me encanta no nosso Brasil é o contraste: de cultura, de histórias, de sabores e das diferenças da nossa gente. Na minha viagem para Fortaleza eu pude comprovar isso – mais uma vez.

Rota Verde do Café, no Ceará

Quem vem visitar a região pelas praias, pode não imaginar que a pouco mais de duas horas de Fortaleza encontramos um cenário totalmente diferente do que esperamos encontrar no Estado do Ceará. Se você gosta de fazer passeios diferentes, descobrir lugares novos e ainda ama um bom café, essa dica é pra você!

Conheça a Rota Verde do Café, no Ceará

Sítio São Luís - Rota Verde do Café, no Ceará

A região, conhecida como Serra de Baturité, ou Maciço de Baturité, conta com uma área de proteção ambiental, abrangendo 32.690 hectares. Lá, há algumas décadas, a produção cafeeira já foi destaque mundial, com muita exportação para a Europa. Porém, o tempo e o desgaste do solo fizeram com que a tradição ficasse de lado.

Rota Verde do Café, no Ceará

O tempo passou e novamente o café voltou a ser a estrela da região. Lá existe o que se chama de Café Sombreadoque é literalmente o café cultivado a sombra da mata, conseguindo assim um perfeito equilíbrio que vai resultar em um dos melhores cafés do mundo.

Rota Verde do Café, no Ceará

Essa forma de cultivo vem tornando os cafezais produtivos e livres de produtos químicos. Segundo o Sebrae, que deu força para o projeto da Rota, “esse é um café puro, 100% arábica, colhido pelo pequeno agricultor de forma tradicional e artesanal dentro de um sistema sustentável capaz de gerar, ao mesmo tempo, preservação ambiental, emprego e renda, manter às tradições e o patrimônio cultural”.

Rota Verde do Café, no Ceará

Eu, que sou um amante de cafés e adoro conhecer sabores e aromas diferentes, já fiquei empolgado antes de embarcar para esse passeio, só de saber dessa iniciativa tão bacana, que valoriza o próprio povo, sua sabedoria e toda poesia que carregam consigo – e logo você vai descobrir porque eu falo isso.

Como é o passeio pela Rota Verde do Café

No dia do passeio, saímos de Fortaleza e viajamos por pouco mais de 100 km. Ao longo do caminho, passamos por uma área de sertão, onde a caatinga se faz presente, até chegar na área da  Serra de Baturité – um trajeto de sinuoso, com muitas curvas, que nos levou até o primeiro sítio de café do dia.

Sítio Águas Finas - Rota Verde do Café, no Ceará

Um contraste de paisagens indescritível, que mostra a diversidade do nosso país e nos faz pensar como, às vezes, conhecemos tão pouco dele.

Primeira parada: Sítio Águas Finas

A nossa primeira parada do dia foi no Sítio Águas Finas. Lá, fizemos uma trilha de 1.500 m, aproximadamente, com subidas e descidas por um terreno irregular – mas pode ficar tranquilo, ela é fácil e segura de ser percorrida…. mas não esqueça de ir de tênis!

Ao longo da trilha podemos ver a plantação de café, onde enxergamos pontinhos coloridos que futuramente serão grãos torrados e moídos para dar sabor e aroma a uma das bebidas mais consumidas no Brasil e no mundo.

Quem acompanhou nossa visita foi o proprietário e guia da fazenda, o Coronel Francisco Uchôa. Desde 1939 a família cultiva o Café Guará, que vem aprimorando grãos e formas de beneficiamento, conferindo qualidade à marca.

Outro personagem que marcou nosso passeio foi o Chiquinho, um cearense muito simples e humilde, mas de uma sabedoria imensa.

Sítio Águas Finas - Rota Verde do Café, no Ceará

Dá para perceber que ele fala com muito amor e conhecimento sobre o processo do café. Uma maneira diferente e emocionante de conhecer a atração – daquelas que enriquecem a experiência!

Ao longo do passeio, vemos várias placas pelo caminho que contam a história da região e do processo do café. É um passeio por dentro da mata, que nos conecta com a natureza e nos reserva surpresas emocionantes.

Sítio Águas Finas - Rota Verde do Café, no Ceará

No final do passeio, podemos ver como funciona a secagem e a torra dos grãos de café – são os diferentes tipos de torra que vão determinar as variedades que conhecemos por aí.

O Sítio Águas Finas já participou de vários concursos e seus cafés estão se destacando entre os melhores do Brasil – já pensou vir pro Ceará e de quebra ter essa experiência maravilhosa?

Segunda Parada: Sítio São Luís

Nesse mesmo dia, visitamos um segundo lugar de plantio de café no Ceará, o Sítio São Luís. Lá, eles possuem um casarão de arquitetura imponente que chama a atenção de longe.

Sítio São Luís - Rota Verde do Café, no Ceará

Com uma varanda cheia de colunas, herança dos tempos áureos do café na Serra do Baturité, o casarão do Sítio São Luís nos releva um lugar mais simples do que você pode estar imaginado: uma verdadeira casa de fazenda de uma família onde todos tinham de trabalhar.

E o mais incrível: a casa é habitada! Não é apenas um museu ou atração, mas sim a moradia da família que leva a vida naquele lugar. Hoje eles plantam café e também recebem os viajantes de portas abertas, fazendo um passeio guiado pela propriedade, contando suas histórias e como se envolveram com o café e com a Serra de Baturité.

Sítio São Luís - Rota Verde do Café, no Ceará

A Laura, que nos acompanhou durante o passeio, contou suas histórias de forma emocionante e cativante não espere por uma explicação resumida, a Laura conta sua história com gosto e detalhes riquíssimos.

Ela ainda ressalta que tudo o que ela sabe não foi aprendido ou lido em livros, mas sim, foi ouvindo o que a sua bisavó Carmen contava. Eu, particularmente, acho que ela aprendeu como a contar histórias com a bisavó também, fiquei encantado!

E para fechar o passeio com chave de ouro, um café maravilhoso esperava por nós no final do passeio. E não só eles, como também bolos e doces da fazenda, sem falar no pão maravilhoso que me deixa com água na boca só de lembrar.

Tudo muito simples e caseiro, mas super aconchegante e cheio de carinho. Para completar a experiência, no momento em que eles serviram o café, foi ligado um rádio antigo, daqueles com toca discos, que deixou tudo mais especial.

Esse clima nostálgico, o café delicioso e tudo o que ouvimos ali, me fez ter a vontade de ter passado um dia inteiro naquela casa, curtindo cada cantinho e descobrindo mais sobre a história dessa família tão interessante!

Sítio São Luís - Rota Verde do Café, no Ceará
Turma de blogueiros que explorou comigo as belezas do Ceará.

E foi assim que o nosso passeio chegou ao fim. Infelizmente não tenho como divulgar pelo blog aquele cheirinho de café. Mas se você está planejando sua viagem para o Ceará e ficou empolgado, aqui estão algumas dicas de como fazer esse passeio:

Como visitar a Rota Verde do Café

Bom, você pode ir até a Serra de Baturité por conta própria ou contratar uma agência que ofereça esse passeio. Indo por agência, você vai fazer um bate-volta de 1 dia saindo de Fortaleza – pelo menos na maior parte dos casos.

Se você tiver tempo, eu recomendo tentar dormir uma noite em uma das pousadas da Serra – assim o passeio não fica tão puxado e você consegue curtir mais o clima da região.

A Rota Verde do Café está localizada dentro de uma Área de Preservação Ambiental (APA) da Serra de Baturité no Ceará, contemplando os municípios de Baturité, MulunguPacoti e Guaramiranga.

 Veja aqui as principais pousadas de Baturité

 Veja aqui as principais pousadas de Mulungu

 Veja aqui as principais pousadas de Pacoti

 Veja aqui as principais pousadas de Guaramiranga

Mapa da Serra de Baturité

A Serra está a uma distância aproximada de 100 km de Fortaleza, com acessos pela BR-020 com CE-253, CE-065 ou ainda CE-060. Veja a localização no mapa:

Informações sobre os sítios visitados:

Caso você decida ir por conta própria, aqui vão algumas informações úteis:

Para visitar o Sítio Águas Finas

O Sítio Águas Finas abre diariamente, das 7h às 17h. Para agendar sua visita, acesse o site oficial para entrar em contato: Site do Sítio Águas Finas.

Para visitar o Sítio São Luís

O Sítio São Luís é aberto à visitação aos sábados e domingos, das 10h às 17h. As visitas históricas guiadas acontecem em 2 horários: às 11h da manhã e às 15h da tarde.

No site oficial você encontra informações sobre valores e contatos para agendar sua visita: acesse o site oficial.

Espero que tenha gostado do post e se animado para conhecer esse lado diferente do Ceará. Se ficou alguma dúvida ou se você já fez esse passeio e quer compartilhar suas experiências, é só deixar uma mensagem aqui nos comentários. Valeu!

Descubra o Ceará

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

2 Comments

  1. Dayanne

    Que lindo. To adorando a forma que está mostrando nosso Brasilzão. E que fotos maravilhosas são essas? Sei que todo mundo pergunta isso e já li aqui também, mas fala ai quais lentes usou nessas fotos desse post pleaseee?

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *