Vulcão Lascar, como foi subir um vulcão no Atacama

Gosta de aventura, emoção e paisagens de tirar o fôlego? Que tal se aventurar na subida do vulcão mais ativo do norte do Chile? Se prepare, hoje vamos ultrapassar os 5.000 metros de altitude e conquistar o Vulcão Lascar.

Se tem algo que eu jamais imaginei na vida era isso: subir em um vulcão.

A primeira vista parece algo para poucos e que necessita de um grande preparo, mas na verdade existem vários pontos que devem ser considerados: o nível de dificuldade do vulcão, os equipamentos para a subida, as condições climáticas, a aclimatação adequada e o mais importante, claro, o guia que vai te acompanhar.

Não vou negar que fiquei um pouco apreensivo quando decidi incluir a subida ao Vulcão Lascar no meu roteiro do Atacama. Mas aí a Flavia, da agência FlaviaBia Expediciones, me tranquilizou e incentivou a aventura.

Sobre o Vulcão Lascar

Antes de te contar como foi todo o processo da ascensão, vou comentar um pouco sobre o Lascar

Com seus incríveis 5.600 metros de altitude, o Lascar é considerado o vulcão mais ativo do norte do Chile e pode ser visto de diversos pontos do Atacama, inclusive de San Pedro.

Sempre que você olhar para ele vai ver uma fumacinha saindo da cratera – cratera essa nada modesta, com seus 750 metros de diâmetro e 300 metros de profundidade.

Apensar dos números serem bem expressivos, a subia ao Vulcão Lascar é considerada de nível fácilprimeiro ponto positivo para quem se sente apreensivo em relação ao passeio.

Aclimatação adequada, o primeiro passo para quem quer subir um vulcão

Assim como todos os passeios de grande altitude, subir no Lascar necessita de uma boa aclimatação.

Se você está acompanhando os meus posts sobre o Atacama, deve ter lido sobre o Trekking de Guatin e as Termas de Puritama. Pois bem, nesses posts eu normalmente recomendo deixar o trekking + termas para o último dia, assim você pode relaxar por lá e recuperar suas energias.

Essa dica não é válida para quem for incluir o Lascar no roteiro!! Nesse caso o ideal é realizar primeiro o Trekking de Guatin para depois subir no Lascar.

Esse trekking é uma ótima forma de se aclimatar e já ir se acostumando com uma caminhada em altitude elevada – foi exatamente isso que eu fiz e realmente fez diferença!

Os preparativos no dia pré-ascensão

Nesse ponto eu volto a ressaltar a importância da escolha de uma boa agência no Atacama.

Um dia antes da ascensão ao vulcão eu recebi a visita do Super Elías  o guia que me acompanhou nessa aventura.

Eu já havia feito o Trekking de Guatin com ele e por isso já estava me sentindo confiante.

Nessa reunião ele me explicou absolutamente tudo sobre a ascensão ao vulcão…. Me contou como seria a nossa programação, quais roupas eu deveria usar, como deveria ser a minha alimentação dali pra frente, enfim, tudo sobre a subida ao Vulcão Lascar.

A ideia dessa reunião com o guia, um dia antes da subida, é realmente tranquilizar o viajante. Vou te passar aqui as informações básicas do que ele me explicou:

Dicas sobre a alimentação antes da subida

As dicas nesse caso são simples:

Primeiro: nem pensar em bebida alcóolica na noite anterior!

Segundo: a refeição deve ser leve e, preferencialmente, sem carne vermelha.

Tentar dormir cedo também é uma boa dica!!

Roupa adequada para subir ao Vulcão Lascar

Esse é um dos passeios no Atacama que mais precisam da sua atenção. Uma roupa adequada é muito importante, já que estamos falando de condições extremas.

O que é recomendado

Botas de montanha, jaquetas que suportem temperaturas negativas, meias grossas, touca e luvas. Eu também usei uma calça de lã por baixo da minha calça jeans e foi uma boa!

Acessórios: bastão de caminhada, óculos de sol e protetor solar.

Se você não tiver todos esses itens, pode ficar calmo… Entre em contato com a agência antes de marcar o passeio e verifique o que eles tem a sua disposição. Algumas agências incluem no passeio os equipamentos de montanha.

Com a agência da Flávia eu peguei apenas a bota de montanha e os bastões da caminhada, o restante eu já tinha.

Como é a temperatura na subida do Vulcão Lascar

O frio na subida pode variar, dependendo da época do ano que for a sua viagem: em alguns casos estará frio, em outros muito frio e em outros muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito frio. Basicamente é isso!

Já esteja preparado para temperaturas negativas! Com o vento a sensação térmica é ainda mais gelada.

A ascensão ao Vulcão Lascar, no Deserto do Atacama

Enfim chegou a hora de contar como foi essa grande aventura – acho que a mais extrema que já realizei até hoje.

Bom, a saída do hotel é bem cedo – às 5h o guia passou para me pegar. Dali seguimos para a base do vulcão, onde seria o nosso café da manhã. O trajeto até lá não é curto e o guia recomendou que eu fosse dormindo no carro – dito e feito, em 10 minutos eu já estava sonhando com flamingos e lhamas brincando do deserto.

Só fui abrir os olhos novamente quando já estávamos quase chegando no local do café. Nesse dia eu era o único viajante que subiria com a agência da Flavia – o que acabou sendo um diferencial, já que fomos apenas eu e o guia.

Quando saí do carro e tive contato com a temperatura externa, JE-SUS! Ví que história por ali não seria brincadeira. Estava um frio de cair o nariz da cara… congelante mesmo!! Tirar fotos não foi uma tarefa fácil – ainda mais que o sol não tinha aparecido.

Subindo o Vulcão Lascar, no Deserto do Atacama

Mas bastaram apenas alguns minutos para ele se erguer por trás das montanhas e transformar a paisagem….

Lagoa Lejia e Vulcão Lascar, no Deserto do Atacama
Lagoa Lejia, aos pés do Vulcão Lascar

Fiquei simplesmente sem palavras… Em poucos minutos a Lagoa Lejia, ao nosso lado, estava iluminada e as cores encheram a paisagem de vida. Foi um dos nasceres do sol mais lindos que eu já presenciei.

Lagoa Lejia e Vulcão Lascar, no Deserto do Atacama

Depois das fotos, fui enfim tomar o café da manhã. Mais uma vez um cuidado especial com a alimentação… Nada de encher a barriga! Se não dá piriri na subida. Obs.: tinha doce de leite, a fonte da vida e da felicidade.

Lagoa Lejia e Vulcão Lascar, no Deserto do Atacama

Depois de comer e já deixar tudo pronto, voltamos pro carro e seguimos em direção ao Lascar.

O Super Elías foi muito camarada nessa hora – ele levou o carro até o ponto mais alto possível, simplesmente para reduzir um pouquinho a nossa caminhada.

Passamos por todos os outros carros de agências e, enfim, paramos. Quando o motor do carro desligou e se fez silêncio, a única coisa que pensei foi: chegou a hora!

Descemos do carro e começamos a caminhada. Nossos passos eram extremamente lentos – nesse ponto já estávamos sobre o forte efeito da altitude… mas em compensação rolava esse visual:

Vulcão Lascar, no Deserto do Atacama

O guia já havia me informado que os 30 minutos iniciais de subida seriam os piores. É nesse curto espaço de tempo que sentimos o corpo pesar, a cabeça tontear e uma vontade imensa de desistir.

Hoje eu vejo que muito mais do que a força física, o que mais vale em um desafio como esse é o psicológico.

A minha força de vontade de chegar ao topo era muito maior do que qualquer outro sentimento.

Não posso deixar de destacar também a incrível ajuda que recebi do Super Elíashoje chamo ele assim pois o apelido é justo.

Ele é um cara muuuuito preparado e que me motivou de uma forma fantástica. Absolutamente atento a todos os meus passos e até a minha respiração – sem dúvidas é um dos melhores guias do Atacama.

Depois de superar os 30 minutos iniciais, fizemos algumas paradas pelo caminho. Bastava eu mudar a minha respiração e ele já perguntava se eu estava bem, se queria fazer uma pausa, beber água ou comer alguma coisa.

Fiquei realmente muito impressionado com a preparação dele e falei que agradeceria imensamente, aqui no blog, por toda ajuda que ele me deu.

Eu e o Super Elías, na subida do Vulcão Lascar

Nas curtas pausas de que fizemos pelo caminho, eu respirava fundo e aproveitava para olhar a paisagem…. simplesmente uma vista surreal… absurdamente linda….

Vista do alto do Vulcão Lascar, no Chile

O caminho até o topo foi se modificando conforma íamos avançando – chegamos a passar por partes cobertas de gelo.

Subindo o Vulcão Lascar, no Atacama

Nossa caminhada até a cratera levou 3 horas – os últimos minutos, claro, levaram anos para passar.

O foco na reta final foi emocionante… Conseguimos até acelerar o passo. A única coisa que passava pela minha cabeça era: só mais um pouco, estamos chegando… só mais um pouco, estamos chegando…

Só mais um pouco…. chegamos!

É difícil encontrar palavras para descrever a emoção que eu senti ao chegar lá no alto. Olhar a cratera de cima…  linda, imensa… ver ao meu lado a expressão de alegria das outras pessoas que também estavam chegando por ali.

Cratera do Vulcão Lascar, no Atacama

Uma grande conquista…. emocionante!

Com os olhos cheios de lágrimas eu dei um abraço no meu guia e agradeci por toda força que ele me passou.

Cratera do vulcão Lascar, no Chile

Peguei então a bandeira do blog, coloquei nas costas e permaneci em silêncio por um bom tempo… refletindo, agradecendo por tudo que conquistei até aqui e admirando a vista ao meu redor.

Um Viajante no Vulcão Lascar

Sim, eu consegui chegar aos 5.500 metros de altitude…. Uma conquista que me fez repensar tantas coisas, tomar tantas decisões… é como se em apenas 3 horas eu tivesse evoluído 10 anos.

Enfim, relaxei…

Depois da emocionante chegada, foi hora de descontração, fotos e de comer alguma coisa.

Vulcão Lascar, no Chile
Alegria é pouco pra descrever…

Algumas pessoas sentem bastante o efeito da altitude lá no alto… chegam a té a mudar a forma de falar. O guia ficou surpreso quando me viu conversando numa boa, gravando vídeos e fotografando para todos os lados

Vulcão Lascar, Deserto do Atacama - Chile
Deu pra fazer um book por lá hahaha

Desse ponto onde estávamos, ainda restava mais 100 metros para chegar ao ponto máximo do Lascar, em 5.600 metros de altitude.

O tempo para percorrer essa distância? Pelo menos mais uma hora de subida! Para os mais aventureiros e resistentes, fica aí a sugestão. Pra mim já estava óóóótimo até ali!! Obrigado, de nada!

Uma caixa de tesouros escondida no Lascar

Eu sei que esse post já está gigante, mas eu não poderia deixar de comentar sobre isso.

Sim, tem um tesouro escondido no topo do Vulcão Lascar!! 

Na verdade quem me mostrou isso foi o Super Elías, claro! 

Não sei se você conhece, mas existe um site chamado GEOCACHING  – famoso no mundo inteiro,  mas que eu só fui conhecer lá no topo do Lascar.

O site é tipo um passatempo, onde as tais caches são escondidas em qualquer lugar do mundo. O desafio é encontrá-las.

No site você pode pegar dicas da localização e também as coordenadas WGS88 – latitude e longitude.

Esses caches são potes fechados que sempre guardam um caderninho de registros e alguns tesouros deixados por quem já conseguiu encontrá-lo. A ideia é você pegar algo e deixar outra coisa no lugar.

Claro que eu não ia ficar de fora dessa brincadeira!!! Deixei meu registro no caderninho e um presentinho bem legal dentro do cache! Se alguém quiser procurar quando for lá: ela está escondida no chão, meio que em um buraco, no meio das pedras, na beira da cratera – bemmmácil hein!?! Melhor fazer o passeio com o Elías e pedir pra ele te mostrar

Pra quem gostou da ideia, eu recomendo dar uma pesquisada sobre o tema… isso aqui foi uma explicação bem básica sobre como funciona.

E pra baixo, todo santo ajuda?

Pois é, isso é o que diz o ditado. Mas olha, apesar de ser mais rápida, a descida do vulcão foi a parte que mais pesou pra mim – de verdade!

Foram 3 horas subindo e a penas 1 hora descendo – o embalo pra baixo é muito maior.

O que realmente complica é o solo, que tem pedrinhas soltas em algumas partes e terra fofa em outras… ou seja, a atenção tem que ser redobrada pra descer! Volta e meia eu dava uma deslizada, então cuidado!

Você precisava ver a minha cara de alegria quando vi que estávamos chegando no carro – deus abençoe o Super Elías que parou ele na parte mais alta… lembra? Isso fez uma baita diferença na volta!

Uma experiência para levar para a vida

E assim foi minha primeira ascensão a um vulcão. Momentos que jamais vou esquecer!

Se você realmente tem vontade de fazer esse passeio, vá! Não tenha medo! Escolha uma boa agência, pois sua segurança deve estar em primeiro lugar.

Não desista e não se preocupe com a idade – eu vi pessoas novas e também mais velhas fazendo a ascensão.

Fechando o passeio com chave do ouro

Lembra da Laguna Lejia, onde começamos o dia? Pois olha que linda que ela estava quando descemos do Lascar…

Laguna Leija, Atacama - Chile

Pode acreditar, essa é uma experiência para levar para a vida!! Eu mesmo já estou pensando no próximo vulcão que vou subir

Informações gerais sobre a expedição ao Vulcão Lascar

Quando eu fui: Em outubro de 2015
Horário de saída: Entre 5h e 6h da manhã
Ascensão: Entre 2 e 3 horas
Descida: 1 hora
Tempo total da expedição: Em média 9 horas
Agência que fiz o passeio: FlaviaBia Expediciones

Valor do passeio: 150.000 pesos chilenos – Lembrando que esse valor pode ter sofrido alteração, então entre em contato com a agência para confirmar. 

Passeios com desconto no Atacama

Vou aproveitar para destacar que a FlaviaBia Expediciones, com quem eu fiz os meus passeios no Atacama nessa segunda viagem, está com preços especiais para os leitores do blog.

Ao entrar em contato com a Flávia, informe que você é leitor do blog Um Viajante e que você conhece o Robson… assim ela vai te oferecer um desconto especial!

Se tiver qualquer dúvida é só deixar um comentário por aqui! Vale lembrar que ter um Seguro Viagem para uma aventura como essa é indispensável! Aqui no blog você tem um cupom de 15% desconto para contratar seu seguro com a Mondial, uma das empresas mais confiáveis em seguros!! Um grande abraço e, como você já sabe, se precisar é só dar um grito!!!

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

59 Comments

  1. cibele

    Estava ansiosa pra ler seu relato da subida ao vulcão. Meu filho adora vulcões e sonho um dia poder levá lo. Você sabe se criança pode fazer o passeio, a partir de que idade?

    Reply
  2. Rita Pampilo

    Oi Robson, cada vez q leio os seus posts a ansiedade (positiva) toma conta de mim, faltam 15 dias… Obrigada por td informação q vc disponibiliza e q me ajudou muuuuuito. Voltarei pra contar minha experiência…

    Reply
  3. Tatiana

    Show de bola! Fotos lindas!!
    Sempre digo que prefiro subir que descer e as pessoas acham loucura, mas os joelhos sofrem nessas descidas…

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Tati.. tudo bom?? Então, não sofri com isso não… mão sei se isso pode variar com a atividade do vulcão, o clima, os ventos e tal… mas pra mim foi tranquilo

      Reply
  4. Patricia

    Adorei o seu relato. Eu subi no Cotopaxi no Equador ano passado, chegamos até 5800mts, mas dava para subir mais, mas eu não tinha mais condições :-(. Mas adorei e agora com o seu relato, pretendo fazer esse tb. Muito obrigada!!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Ahhh que show Pati!!!! É emocionante né!?!? Estou com planos de voltar para o Atacama e agora encarar um desafio ainda maior: o Licancabur!! Nossa… aja fôlego!!

      Depois volta aqui pra me contar como foi hein!?!?

      Reply
  5. Robson Franzói

    Oi Carol… tudo bom e você?? Ahhh.. então.. rsrs.. difícil dizer, já que eu estava quase congelando a mais de 4000 metros de altitude.. hahaha…
    Eu realmente não sei qual a temperatura exata.. mas imagino que não chegava a -10 não…. mas perto de 0 sim… com a altura a sensação térmica era pior….

    Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito

    Reply
  6. walber castro

    Acabei de ler vários relatos seu e por sua causa FEVEREIRO nas minhas férias irei ao ATACAMA. 101% certeza mais que absulta.
    Uma vez que já fui a El Calafate ( 06 dias), Ushuaia ( 2 vezes totalizando 13 dias) e bariloche 02 vezes totalizando 12 dias
    Fiz TODOS os passeios possíveis existentes por estes locais. Creio que ai ir ao Atacama ficarei 06 dias para fazer 06 passeios. Por favor não vá morrer até fevereiro pois quero mais informações ao chegar mais perto. Que venha fevereiro d0 2017
    Fevereiro pois a temperatura é um pouco mais agradável ( inicio de fevereiro).

    Reply
    1. Robson Franzói

      Hahahha.. que show Walber!! Tenho certeza que você vai curtir muito o Atacama! Aquele lugar é surreal!!! Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  7. Denis Leonardo Ricardo Ricardo

    Robson!!!

    Como vai?? Passei navegar novamente esse assunto, nunca vou esquecer momento incrivéis que passei lá Vulcão Lascar até encontrei o seu tesouro escondido com Super Elias que pedi ele encontrar junto comigo. Foi sucesso ae!!! Esse lugar é TOP!!!! Amei conhecer tudo isso lá em Atacama e sucesso das suas dicas que valeu tentativa por tudo que passei viu!!! Estou amando viver as aventuras lá Atacama, e show de bola ae!!!

    Quero agradecer suas dicas que gerou uma gentileza e dou apoio suas dicas para outros quem seja realizados sonhos da aventuras ae!! Estamos juntos viu!!

    Obrigado viu.. Espero que encontra o seu tesouro que escrevi lá viu..

    Grato

    Abraço forte!!! Sucesso pra você. considero um amigo bacana do blogueiro ae!!! TOP!!!

    Reply
  8. Roberto

    Olá! Estou querendo escalar esse vucão quando for ao Atacama . Gostaria de saber se é possível fazer esse passeio à tarde, ou seja, a partir das 14h ou se ele é feito apenas pela manhã. Roberto

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Roberto, tudo beleza!?! Então, esse passeio só é feito de manhã… saindo bem cedo. Até porque o tempo da subida vai depender de cada viajante.

      Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Grande abraço!!

      Reply
  9. Andre

    Ola Robson,

    Otimo Post !

    Por acaso tem uma trilha bem definida que te leva do inicio ao topo a cratera do vulcao?

    Estou pensando em fazer por conta propria, ja que estarei alugando um carro. Alias, como eh o caminho desde onde se deixa o carro ate o final do vulcao?

    Gracias !

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Andre, tudo bom? Então, não existe trilha não… e eu não recomendaria que você fizesse a ascensão ao topo sem um guia. A presença de alguém já experiente lá faz toda diferença, além de oxigênio, telefone satelital… acho que vale investir em algum guia para te acompanhar.

      Espero ter ajudado… Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Grande abraço!!

      Reply
  10. Denis Leonardo Ricardo

    Robson, tudo bom ae?

    Quanto tempo..Voltei aqui para ler novamente e me faz lembrar a aventura da Vulcão Lascar que fui mesmo com Super Elias conforme sua dica e adorei mesmo!!! Eu e Minha namorada amamos muito essa aventura do vulcão lascar, chegamos la primeiro ao topo como nunca cheguei la e muito bom mesmo. Até pedi o Super Elias sobre escondido do seu tesouro e encontrei onde ele mostrou local ai encontrei rs…Depois ja deixei um comentário do seu caderninho e tirando as fotos para lembranças mesmo…Obrigado pela dicas que curti muito mesmo..Subida nem foi facil mesmo heheheehe e cansativo mesmo..Eu e minha amada não desistimos para chegar final do topo rs.

    Foi topppp esse lugar mesmo..Muito bom mesmo…Abração Robosn

    Reply
  11. André Yamamoto

    Robson, gostei das dicas vou subir o lascar em alguns dias. Só achei meio forçado você falando da agência q foi. Ela é o dobro de preço das outras!!!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi André, tudo bom? Que bom que gostou do post.. fico fiz em saber! Então, sobre a agência… existem vários pontos sobre isso… primeiro porque realmente fez uma grande diferença o guia que me acompanhou. Outro ponto, é um passeio de risco… grande altitude e que você realmente precisa estar bem preparado e com um bom suporte oferecido pelo guia e pela agência.

      Mas, fora isso tudo, eu estou escrevendo para um número bem considerável de pessoas. Não posso simplesmente indicar a agência mais barata visando apenas o preço. Existem agência bem precárias… com carros sem qualquer segurança… com poucos guias para grandes números de pessoas…. Agências que nem oxigênio oferecem, item que eu acho o básico para um passeio de altitude. Agora pensa se alguém aqui lê eu indicando a mais em conta e algo acontece nessa viagem? Apesar de não serem muito divulgados, acidentes sérios já aconteceram no Atacama…. não é incomum…

      Muito mais do que um blog onde eu relato minhas experiências, eu tenho uma responsabilidade com os leitores… e isso vai sempre ficar em primeiro lugar.

      Não digo que não existam agências mais em conta e que também são boas…. mas o que eu posso relatar e indicar aqui é o que eu realmente vivi…

      E, sempre lembrando, tudo aqui é referente as minhas experiências reais e fica apenas como sugestões para os leitores…

      De qualquer forma agradeço seu comentário… fico feliz, de verdade, que tenha comentado sobre isso.. assim pude esclarecer cada ponto.

      Espero que continue aproveitando as dicas do blog para outras viagens

      Grande abraço!!!

      Reply
  12. Adriana

    Rodrigo, bom dia!
    Estamos saindo hoje de Florianópolis rumo ao Atacama… Vi seu relato sobre a escalada ao vulcão, adoro vulcões! Você conhece o vulcão Villa Rica, em Pucon? Gostaria de saber se este é melhor ou pior em termos de dificuldade?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Adri, tudo bom? Opaaa… que show!!! Então, eu já ouvi falar no Villa Rica, mas não sei como é a dificuldade dele. O Lascar é considerado um Vulcão fácil… então acho que se vocês já subiram outro, o Lascar vai ser incrível também – ainda mais por ser um vulcão ativo e tal…

      Desejo uma ótimaaaa viagem pra vocês!! Aproveitem muito, o Atacama é um lugar incrível e certamente vai marcar a vida de vocês!

      Depois volta aqui pra me contar como foi a viagem e o vulcão!!

      Um ótimo final de ano para vocês!!! Abraçoooos!!

      Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Yoshio, tudo bom e você?!? Então, existem agências mais em conta…. só não consigo te indicar alguma que eu realmente não conheça ou já tenha feito passeios.

      Eu já subi o Lascar duas vezes… na primeira foi a a FlaviaBia e na segunda com a agência Ayllu. Elas não são as mais em conta do Atacama, mas são agências que eu confio… principalmente para passeios de maior risco, como o Vulcão.

      Tanto a FlaviaBia quando a Ayllu estão oferecendo algum desconto para os leitores do blog… se quiser tentar o contato com eles, diga que conhece o Robson, do blog Um Viajante… pode ser que consiga um valor legal pra você

      Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito

      Reply
  13. Ricardo

    Boa tarde Robson, primeiramente parabéns pelo blog, segundamente eheh obrigado por facilitar os descontos com agências, muito válido aliás…enfim, vou subir o vulcão em Março, já subi outras montanhas mas não nessa altitude, por acaso em Atacama existem folhas de coca e/ou chá de coca? pergunto isso pois foi de grande ajuda no Peru, e queria saber se no Atacama também tem.

    Obrigado e grande abraço!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Ricardo, tudo beleza?? Cara, tem folha de coca sim… eu inclusive precisei na última viagem. Eu nem botava muita fé que funcionava, mas passeio um pouco mal dessa vez e as folhas ajudaram bastante.

      Normalmente o guia tem com ele…. mas é de qualquer forma é fácil conseguir

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  14. Angeli Gomes

    Oi, Robson! Muito bom seu relato, me lembrei da minha recente aventura no vulcão Vilarrica. Realmnte é apaixonante ne?! Deu pra reviver os sentimentos pelo seu relato!rs Quero encarar esse desafio agora em setembro, fiquei contente!!! Além disso, saberia informar qual o preço com desconto?
    Obrigada
    Abs e parabéns pelo blog e pela aventura

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Angeli, tudo bom? Que bom que gostou do post e que ele fez você relembrar uma aventura… é muito bom saber, de verdade

      Então, o melhor mesmo é confirmar diretamente com a agência o valor do passeio atualizado.. Como os preços por lá sempre mudam, eu não consigo deixar aqui certinho

      Se precisar de qualquer coisa é só me dar um grito aqui. Abraçoo!!!!

      Reply
  15. Michele

    Olá Robson! Tudo bem?
    Vou para o Atacama em julho e pretendo subir o vulcão Lascar..
    Me diga uma coisa, qual calçado você usou? Você se lembra?
    Estou vendo umas botas de cano médio, mas não sei se compro uma para trekking leve (impermeável, confortável e quentinha, claro! rs), ou uma com maior tecnologia. Como esse última é um investimento mais alto e provavelmente usarei muito pouco na vida, fico pensando se será mesmo necessário.
    Meu noivo comprou uma da Bull Terrier pra levar e eu estou super na dúvida..
    desde já obrigada!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Mi, tudo bem e você? Então, eu já subi o lascar duas vezes… uma vez foi com uma bota da Hi-Tec, estilo essas da Bull Terrier… e na segunda vez foi um um tênis da nike, que tem um cano um pouco mais alto e é bem fechado.

      Não precisa ser uma super bota… mas é importante que seja um calçado que não tenha furinhos ou entrada de ar, para não gelar o pé ou entrar areia. No mais é tranquilo.

      Coloque mais de uma meia!!! Bem importante!!

      Espero ter ajudado… Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Grande abraço!!

      Reply
  16. Orlando Neto

    Poxa, achei muito legal o passeio e o post, parabéns! vou para o atacama no mês que vem e pretendo subir um dos vulcões. você chegou a subir algum dos outros vulcões do Atacama? queria uma opnião sobre qual vale mais a pena subir.

    abraço!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Orlando, tudo bom? Então, já subi o lascar duas vezes… mas ainda não subi outros. Esse ano quero mudar isso e estou me preparando para aventuras maiores!!

      Logo vou compartilhar mais detalhes!

      Reply
  17. Luiza Barbosa

    Olá , vou ao atacama em setembro e depois de ler seu relato sobre o vulcão lascar fiquei c muita vontade de ir!! Mas quando clico no link da agência da erro. Vc por acaso conhece alguma outra forma de comunicação c a agência da Flavia?? Muito obrigada!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Luiza, tudo bom? O site dela deve estar com algum probleminha hoje…. logo deve voltar. O e-mail é contato@flaviabiaexpediciones.com e você pode falar com ela por ele. Lembra de comentar que conhece o Robson, do blog Um Viajante… ela faz uma opção bem legal pra você

      Se precisar de qualquer coisa é só me dar um grito aqui! Bjss

      Reply
  18. Amanda

    Robson,
    Que INCRÍVEL seu relato! O Atacama é meu destino de viagem para 2018 e com certeza vou incluir esse passeio no roteiro! SUPER OBRIGADA MESMO! Mas queria saber da sua câmera… que fotos incríveis!!!!!!! Que câmera vc usa?
    Valeu e continue viajando para nos dar mais dicas! =)

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Amanda!! Que bom que chegou aqui e curtiu o conteúdo. Fico muito feliz com mensagens como a sua!

      Então, nessa viagem eu usei uma Sony a77. Hoje minha câmera é uma Sony a6500. Mas posso confessar que estou apaixonado pelas fotos do iPhone 7 Plus…. acho que é um investimento que compensa. Já estou sonhando como 8 ou com o X.

      Bom, espero ter ajudado. Se precisar de qualquer coisa me dá um grito aqui.

      Abraçoooo

      Reply
  19. pedro

    olá. farei essa subida. só fiquei com uma dúvida. o que é frio, o que é muito frio e o que é muuuuuuuuuito frio e quais as suas épocas equivalentes. vi que subiu de jeans kkkk . em qual época vc foi ?
    abraço

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Pedro, tudo tranquilo?

      Então, pra subir o Lascar você tem que se preparar para pegar muuuuuito frio! Assim, em junho é inverno e é quando pode pegar temperaturas muito a baixo de zero.

      Mas não que em outros meses seja quente. Tudo vai depender do dia que você subir. Se for um dia sem vento e com som, aí vai dar um esquentadinha. Mas se você pegar muito vento, por exemplo, a sensação térmica vai se negativa.

      Se o tempo estiver fechado e com vento, pode rolar até neve e aí é um frio de rachar.

      Eu estava de calça jeans mas tinha uma segunda pele por baixo.

      O esquema é ir preparado para pegar frio. Se for no inverno, vai pegar muuuuuuuuito frio.

      Bom, Se tiver qualquer outra dúvida me dá um grito aqui

      Reply
  20. Will

    Parabéns pelo o blog e pelos relatos, Robson!
    Uma dúvida: só terei oportunidade de subir um vulcão no Atacama. Estou na dúvida entre o Lascar e o Cerro Toco…Tem alguma opinião de qual é o melhor de vista/aventura? Ainda não encontrei ninguém que subiu os dois para recomendar algo!
    Abraços

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Will, tudo beleza? Que bom que chegou aqui no blog, fico super feliz em saber que está curtindo o conteúdo!

      Então, hoje já posso dizer que já subi o Lascar duas vezes e o Cerro Toco uma vez. O que muita gente confundo é o Toco com vulcão… ele não é um vulcão… como eles dizem por lá: ele tentou ser mas não conseguiu.

      Mas isso nem importa… falando em si sobre os dois:

      O lascar é um pouco mais difícil.. a subida pode levar umas 3 horas. O Toco já é mais rápido, cerca de 1h40.

      O lascar tem mais pedras soltas e o cheiro do enxofre. O Toco já é mais tranquilo nesse sentido.

      A descida do Lascar passa um pouco de uma hora. O Toco leva uns 40 minutos.

      Agora a diferença… o Lascar tem a cratera… é ativo.. você vê a fumaça saindo dele e tal. O Toco não tem cratera, mas tem um das vistas mais lindas. Está ao lado do Licancabur… então a vista deli é espetacular.

      Bom, os dois são incríveis…. mas se tiver que escolher um deles… eu acho que o Lascar é mais impressionante. Mas o Toco é show também!!!

      Se tiver qualquer dúvida é só me dar um grito aqui

      Reply
  21. Alarcon Silva

    Nossa Robson, seu relato foi incrível e muito esclarecedor. Estou indo ano que vem pro Atacama e suas dicas vem sendo super importantes para montar meu roteiro. Aliás, estou montando meu roteiro e caso você tenha alguma dica de como melhor desenvolvê-lo eu agradeço bastante. desde já, muito obrigado.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Alarcon! tudo bom? Que bom que chegou aqui no blog, fico super feliz em saber que está curtindo o conteúdo!

      Tenho certeza que sua viagem será incrível!! Se tiver qualquer dúvida pode ficar a vontade para perguntar aqui nos comentários.

      Grande abraço!

      Reply
  22. Juliana

    Robson, tudo bem? Queria dizer algumas coisas. Planejei minha viagem ao atacama por alguns meses. Fiquei pesquisando sobre o vulcão e decidi subir. Acabei de voltar. Primeiro a Flavia e Bia não é a empresa mais cara, todas as agências que eu cotei cobram 150 mil pesos a subida. Depois eu acho que o grau de dificuldade não é baixo. Eu não consegui completar a subida. Talvez não possa ser o primeiro vulcão a ser subido, a não ser que você tenha muito preparo físico. Estava num grupo de 7 pessoas. Todos já tinham subido outros vulcões antes, menos eu. Acabou que eu e uma menina não conseguimos completar e descemos, o que também não é um super problema, é só descer e esperar no carro. Não sei do seu preparo, mas talvez tenha sido mais fácil estar só você e o guia indo no seu ritmo e tal, mas achei bem difícil. Sobre as pessoas que perguntaram se da pra subir sem guia, eu fiquei em dúvida. Não sei como chegar lá. A cidade mais no caminho é Talebre e precisa de um carro 4×4 porque a estrada é bem ruim, mas pra quem tem experiência, não achei nada complicada a subida até o ponto onde cheguei, a não ser que tenha algum problema de saúde ou acidente mesmo. Sei que você não pode indicar isso, mas sim, não é uma subida difícil e com alguma experiência pode ir sem grupo. Na dúvida, é sair de São Pedro 5h e esperar os carros das agências que param na lagoa para um café e aclimatação. Enfim, valeram as dicas, só queria dar minha opinião e agora vou esperar colocarem um teleférico pra tentar de novo!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Ju, tudo bem e você? Então, sobre o seu comentário…. O Lascar é considerado um vulcão de nível fácil, mas isso foi algo determinado por especialistas em vulcões…. eles que classificam os níveis de dificuldade.

      Eu não acho que o preparo físico seja o que mais pesa na subida do Lascar, mas sim a sua reação a altitude. Acaba sendo algo muito mais psicológico. Eu já subi o Lascar 2 vezes e o Toco 1 vez. Algumas vezes acompanhado de pessoas que nunca tinham feito algo parecido. Tem pessoas que levam mais tempo, vão mais devagar… mas conseguem subir. Mas claro que isso vai variar de pessoa para pessoa.

      Sobre ir sozinho, eu jamais indicaria… existem inúmeros fatores de risco na subia, estar sem um guia pode ser extremamente perigoso e fatal…. sendo bem sincero. Fazer uma subida dessa sem guia apenas para economizar ou algo assim, pra mim, é se arriscar desnecessariamente. Mesmo que você tente acompanhar um grupo de alguma agência, eles não serão responsáveis por você… enfim… não acho uma forma correta de fazer a subida.

      Super agradeço seu comentário…. tenho certeza que se você colocar na cabeça que quer, você vai conseguir. Chegar ao topo é um desafio e uma conquista e tanto. Vou ficar muito feliz se um dia você voltar aqui me contando que conseguiu

      Que bom que chegou aqui e curtiu o conteúdo!! Fico muito feliz em saber, de verdade!!

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  23. Rodrigo Leão

    Robson, boa noite!

    Obrigado por compartilhar suas experiencias, estarei indo para o Atacama no próximo dia 09/12/17 e ficarei até dia 16/12. Estou com muitas dúvidas no meu roteiro, pois pesquisei lugares bem legais pela GRAD 10 e gostaria de incluir o passeio do Vulcão Lascar que vai o dia todo. Qual dos passeios eu poderia substituir?

    Se puder me ajudar

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Rodrigo, tudo bom? Que legal que vai fazer essa viagem… tenho certeza que vai ser uma experiência incrível!!! Você já fechou seus passeios com a Grado? É a única agência que eu tive relatos não tão bons…. não que possa acontecer com você, tem tudo para dar certo… foram só alguns relatos mais negativos mesmo. Não sei quais passeios você escolheu, tem uma lista? Assim posso te ajudar em relação ao vulcão…. que é uma baita experiência!!!

      Se precisar de qualquer coisa é só dar um grito aqui!! Grande abraço!!

      Reply
  24. Erasmo Almeida

    Olá Robson ; Valeu por compartilhar sua aventura no blog com todos, Estive há 2 dias atras no Atacama com minha mulher, fiz alguns passeios como: Salar de tara e Atacama, Pedras Rojas, Geysers El Tatio e Vale de la Luna.
    Um dos meus próximos objetivos no próximo retorno ao Atacama é Subir o vulcão Laskar e suas informação são realmente de extremo valor para mim e para muitos outros que visitam seu blog. Com certeza deve ter cido uma aventura e tanto para você e uma emoção que somente quem subiu pode sentir.
    Obrigado. Erasmo Almeida , Bairro Casa Verde, São Paulo, SP

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Erasmo!!! é realmente uma emoção única!! Que bom que você conheceu o Atacama e já está pensando em voltar. Faça o Lascar na próxima… é uma conquista pessoal incrível!!!

      Muito obrigado por compartilhar aqui a sua experiência. Um grande abraço meu amigo!!

      Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Doraci!! Tudo bom? Já fui em outubro sim.. e fui no fiozão de junho/julho. Não vou negar, é frio em outubro também… mas vale a pena desafio!! A temperatura média vai variar muito das condições do dia… vai estar abaixo de zero antes do sol nascer… depois vai esquentando. Mas na altitude, vai ser bem frio. E se ventar, a sensação térmica é pior um pouco.

      Mas reforço que vale muuuuito a pena. É uma conquista inesquecível!

      Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito

      Reply
  25. Doraci

    Vamos em outubro em 2 casar bale lembra que a nossa idade é de 55 anos portanto gostaria de uma ordem para os passeios de forma que o mais pesado (vulcao) estará no meio

    Reply
    1. Robson Franzói

      Ooi Doraci, então.. o legal é conversar com a agência nesse caso. Pois a sequência as vezes vai depender a da agenda deles. Pois cada dias tem alguns passeios. Você precisa passar a data pra eles e eles vão ajustando com você. Por isso é importante escolher uma agência bem responsável.

      Eu recomendo a Ayllu e a FláviaBia, são duas agências lá de San Pedro. Elas não são as mais baratas, mas são as que eu fiz os passeios e posso recomendar com segurança. As duas agências oferecem desconto a mais para os leitores do blog… Então você pode entrar em contato com eles e falar que conhece o Robson, do blog Um Viajante

      Vou deixar o site deles aqui:

      http://www.aylluatacama.com.br/

      http://www.flaviabiaexpediciones.com/

      Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito

      Reply
  26. Egly de Paula

    Olá Robson, tudo bem?
    Muito bom o seu post! Obrigada por dividir sua experiência 😀
    Irei para o atacama e salar de uyuni agora dia 15/3 e estou pensando em subir um vulcão e fazer escalada também!
    Dos vulcões, vi que além do Lascar tem subidas para o vulcão Licancabur de 2 dias. Vc ja fez esse? Sabe como é?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Egly, tudo bem e você? Não consegui te reponder antes pois as viagens desse ano deixaram muitos comentários acumulados.

      Então, eu já fui pensando em subir o Licancabur, mas seria uma grande desafio pois é bem difícil. Infelizmente nessa viagem ele estava fechado para expedições.

      E aí, como foi sua viagem… chegou a subir o Lascar? Depois, se puder, me conta aqui como foi

      Reply
  27. Margareth

    Olá Robson, Estou indo para o Atacama em Janeiro ou Fevereiro /2019 de carro com um grupo . faremos passeios por conta própria , mas o Vulcão será com alguma operadora de turismo . Com a FlaviaBia o diferencial é ser brasileira ….. Vou começar a preparação [estou totalmente sem perfil] A minha dúvida é , quando fazer o Salar de Tara , 1 ou 2 dias antes do Vulcão?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Margareth, tudo bom?? Opa, vai ser uma viagem incrível hein!?! Tenho certeza que será uma viagem inesquecível. Você vai amar o trabalho da Flávia, é a que eu mais recomendo!

      Sobre o Salar de Tara, pode ser no dia anterior ou 2 dias antes, não faz muita diferença não…. o legal é deixar esses dois passeios mais para o final da viagem, para que vocês já estejam aclimatados.

      Se tiver qualquer outra dúvida me dá um grito aqui

      Reply
  28. Rubia

    Vou ao Atacama em maio e fiquei muito interessada em fazer esse passeio e tb muito receosa. Eu fiz a Montanha Colorida no Peru com uma altitude parecida (começa em 4300 e lá em cima tá com 5200) mas foi bem difícil e recompensador. Muito tentada a ir. Vc sentiu muita falta de ar e “taquicardia” na subida?

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Rubia, tudo bom? Então, a gente sente a altitude sim… mas dá pra ir… vai no seu tempo, no seu ritmo, que dá pra chegar.

      Eu percebo que é muito psicológico… você vai caminhando, pensando em desistir.. mas se consegue se concentrar, vai em frente!

      Espero que faça a aventura e depois me conte aqui como foi a experiência.

      Aproveita lá!!! Se tiver qualquer outra dúvida me dá um grito aqui

      Reply
  29. Egly

    Olá Robson,
    Obrigada pelo retorno. A viagem foi ótima! O lugar é incrivelmente lindo. Acabamos não subindo o Lascar porque meu marido ficou um pouco enjoado em outros passeios de altura então achamos melhor não fazer… mas ainda está na minha lista.
    Acho que uma boa dica para o pessoal que deseja ir é se preparar um pouco antes, fazer algumas corridas ou algo para melhorar a respiração e o fluxo sanguíneo, assim a pessoa vai mais preparada =)
    Até a próxima viagem!

    Reply
  30. Gabriela

    Ola Robson
    Seu blog é muito gostoso de ler!
    Será que agora em 2018 as dicas de agencias e descontos continuam?
    Obrigada

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Gabi!! Tá rolando desconto sim!! Você já fez sua viagem ou ainda está planejando?

      Se tiver qualquer dúvida me dá um grito aqui

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *