Tour Privativo para o Salar Uyuni, na Bolívia – Primeiro Dia

O primeiro dia da viagem para o Salar de Uyuni, saindo de San Pedro de Atacama, é marcado por lagunas, geysers e cenários de tirar o fôlego.

Antes de começar eu quero lembrar que já comentei sobre essa viagem no post anterior. Se você quiser saber, resumidamente, como foi a experiência de viajar do Atacama ao Salar de Uyuni em um tour privativo, dá uma olhada nesse link:

 Veja aqui como é o Tour Privativo para o Salar de Uyuni

Agora vamos ao que interessa: o primeiro dia da viagem ao Salar de Uyuni, saindo de San Pedro de Atacama.

Saindo do Atacama rumo ao Salar de Uyuni

A viagem, como já estava programada, começou bem cedinho. Nossa primeira parada do dia foi o posto de controle do Chile, que não fica longe do centro de San Pedro.

Ali nós apresentamos o passaporte junto com o papel da imigração (que recemos no aeroporto de Santiago) e então saímos oficialmente do Chileisso chega a ser engraçado pois o posto de controle da Bolívia fica a alguns quilômetros dali.

Seguimos então até o post de controle da Bolívia com o pessoal da Ayllu, a agência que ofereceu esse passeio.

Lá apresentamos novamente os passaportes e entramos na Bolívialembrando que você pode apresentar a sua identidade, desde que ela esteja em bom estado e tenha menos de dez anos de expedição.

Quem já estava a nossa espera no posto de controle era o guia da Senda Andina, que nos acompanharia até o Uyuni. Trocamos então de carro e enfim começamos a a viagem!

As incríveis lagunas da Bolívia

Laguna Blanca

Não precisamos ir muito longe para já encontrar as primeiras lagunas bolivianas no caminho.

Laguna Blanca, Bolívia

A Laguna Blanca foi nossa primeira parada – o visual já impressiona e indica que a viagem promete boas surpresas. Vale lembrar que essa viagem foi feita no inverno e, como você pode ver, parte da laguna estava congelada!!!

Laguna Blanca, Bolívia

Em algumas partes era possível caminhar sobre a laguna congelada! Ao olhar no horizonte podíamos ver o vapor gerado pelas águas termais – simplesmente incrível! Será que estava frio??

Laguna Verde

A segunda parada do dia foi a Laguna Verde, uma das mais famosas da Bolívia. A cor dessa laguna é uma das coisas mais impressionantes que você ver na vida – um verde cintilante que faz nossos olhos ficarem marejados.

Laguna Verde, Bolívia

Para ver a real beleza da Laguna Verde você vai precisar da soma de três fatores: o vento, o céu azul e o ângulo do sol. Quando está ventando muito ou quando o céu está nublado, a cor da laguna é alterada – é preciso de um pouco de sorte para ver sua beleza em potência máxima.

Deserto de Dali

A viagem continuou e entramos no tão famoso Deserto de Dali. Um lugar incrível onde podemos observar rochas vulcânicas que lembram pinturas surrealistas.

Deserto de Dali, Bolívia

Nesse ponto já estamos acima dos 4300 metros de altitude. Uma curiosidade é que o nome verdadeiro desse deserto é Pampa Jara, mas, por conta com a semelhança com as obras de Dali, ele ficou mais conhecido como Deserto de Dali.

Águas Termais da Bolívia e a Laguna Salada

A próxima parada do dia foi as Termas de Polques, uma piscina de água termal construída de frente para uma cenário de tirar o fôlego.

Laguna Salada, Bolívia

Eu confesso que essa piscina não me conquista – ou talvez o frio que me espanta de perto dela. O que eu prefiro ali é curtir o visual da Laguna Salada, bem de frente pra piscina termal – daqueles visuais que parecem realmente uma pintura.

Laguna Salada, Bolívia

Nosso primeiro almoço da viagem foi preparado bem ali, de frente para esse cenário incrível.

O almoço foi super caprichado, com direito a entrada, prato principal e um vinho branco para acompanhar – delícia!

Almoço, Senda Andina - Ayllu - Bolívia

Géisers Sol de Mañana

Depois do almoço, e de quase bater aquela leseira pós-comida, voltamos pro carro e seguimos viagem. Nosso destino agora eram os Géisers Sol de Mañana.

Géisers Sol de Mañana, Bolívia

O lugar impressiona, mas não custa nada lembrar que é um lugar perigoso. Os geysers por ali são bem ativos e é possível chegar muito perto deles  – os guias nos acompanharam e mostraram o caminho com segurança, mas não custa avisar: ande com atenção!

Laguna Colorada

Seguimos viagem rumo à Laguna Colorada, outro ponto super famoso e esperado da viagem.

Laguna Colorada, Bolívia

A Laguna Colorada impressiona pela cor avermelhada da sua água, algo que deixa o cenário realmente impressionante – sem falar que normalmente é possível encontrar lhamas nessa região.

O que me deixou um pouco triste foi ver a sujeira acumulada nos arredores da laguna. Esse tipo de situação não é comum no Atacama – acredito que no Chile exista um controle maior nesse sentido.

Na Bolívia as coisas mudam de figura, então vimos plásticos, pacotes de salgadinho, garradas e coisas do tipo, tudo espalhado perto da laguna. Foi nesse momento que me surgiu a ideia de um projeto chamado Viajante Responsável  logo vou dar continuidade e compartilhar com vocês.

Árbol de Piedra

Continuamos a viagem e a próxima parada foi o Árbol de Piedra, uma formação eólica que se destaca em meio a um conjunto de rochas vulcânicas.

Árbol de Piedra, Bolívia

Localizado dentro do Deserto Pampas del Siloli, esse ponto é super famoso na viagem que leva ao Salar de Uyuni. O Árbol de Piedra é a porta de entrada para a Reserva Nacional de Fauna Andina Eduardo Avaroa, onde quase atingimos  5 mil metros de altitude.

Laguna Honda

De volta ao carro, seguimos viagem pelo deserto até chegar na impressionante Laguna Honda. Como podemos ver ela do alto, eu considero essa uma das vistas mais bonitas do caminho.

Laguna Honda, Bolívia

Depois da pausa para algumas fotos, seguimos até o Hotel Los Flamencos e assim terminamos o primeiro dia da viagem.

A aventura continua no próximo post!

Veja aqui relato completo do segundo dia da viagem

Também já fiz um post sobre os hotéis dessa viagem, confere aqui!

Se você quiser saber mais informações sobre os valores desse passeio privativo, se tem como adaptar ela para o seu tempo ou quer  fazer uma reserva, entra em contato com a Agência Ayllu. Eles estão montando grupos para quem topa dividir, o que pode baratear essa opção.

Manda um e-mail pra eles e diga que conhece o Robson, do Blog Um Viajante. Comente que ficou afim de fazer a viagem e vai negociando os valores. Os leitores aqui do blog sempre tem um desconto legal com eles.

E-mail da Ayllu: reservas@ayllu.cl Site Oficial da agência: aylluatacama.com.br

Continue acompanhando o blog, ainda tem muita coisa pela frente. Se você já fez essa viagem ou tiver dúvidas sobre a experiência, pode comentar aqui no post. Até mais!!!

Guia Salar de Uyuni - Um Viajante Mondial Assistence - Seguro Viagem Meu Primeiro Mochilão
Melhor Seguro Viagem InternacionalAluguel de Carros: Reserve agora!Booking.com

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *