Navegação aos glaciares Balmaceda e Serrano, saindo de Puerto Natales – Patagônia Chilena

Explore uma das regiões mais lindas da Patagônia Chilena em um barco que leva você em uma viagem por cenários de tirar o fôlego, dentre eles o Glaciar Balmaceda e o Glaciar Serrano. Veja como é o passeio e os lugares visitados, saindo de Puerto Natales.

Uma das formas mais legais de explorar e conhecer alguns cenários da região da Patagônia é a navegação, um passeio de barco que nos revela paisagens e cenários apaixonantes.

Existem várias opções de navegação que você pode incluir em seu roteiro, tanto na Patagônia Chilena quanto na Argentina. Como meu roteiro era justo, pesquisei bastante para escolher as melhores opções e não sentir que estaria repetindo algum passeio.

Depois de analisar muito, uma das navegações que decidi incluir no roteiro foi essa que passa pelo Glaciar Balmaceda e também pelo Glaciar Serrano.

Magalhães e Antártica Chilena
Bandeira de Magalhães e Antártica Chilena, região do Chile onde estamos

Se você chegou aqui agora, já quero avisar que tem vários posts dessa viagem pela Patagônia, inclusive meu roteiro completo – vale a pena conferir:

Veja aqui o meu roteiro de 10 dias na Patagônia

Confira aqui todos os posts já publicados sobre a Patagônia

Recapitulando

No dia anterior, a programação era fazer um passeio de caiaque no Lago Grey, onde teria uma experiência completamente diferente e próxima da geleira. Infelizmente, o clima não ajudou e o passeio foi cancelado – esse ficou para a próxima viagem.

Saímos então do Parque Nacional Torres del Paine e voltamos para Puerto Natales, a cidade que foi nossa base tanto para visitar o Glaciar de Perito Moreno quanto para fazer o trekking até a base das Torres del Paine.

Dormimos mais uma noite no Hotel Simple Patagônia, que recomendo muito, e então chegamos ao dia na Navegação Balmaceda e Serrano.

Navegação na Patagônia: o passeio de barco ao Glaciar Balmaceda e Serrano

A navegação começa bem cedinho e parte do Porto Bories, que fica a uns 14 minutos do centro de Puerto Natales e a 5 minutos do hotel Simple Patagonia.

Navegação Glaciar Balmaceda e Serrano

Quem organizou esse passeio e cuidou de toda logística dessa viagem foi a agência FlaviaBia Expediciones, que eu já conhecia lá do Atacama e agora está atuando também nessa região.

Chegamos cedo, com um frio arrepiante, e o barco já estava recebendo os primeiros passageiros. A embarcação é um catamaran, super confortável e com um restaurante quentinho para quem quer se proteger do frio.

SegurosPromo com desconto!

Catamaran - Navegação Glaciar Balmaceda e Serrano
Catamaran, o barco da nossa navegação

Logo que começamos a navegação recebemos um café da manhã, que era o que precisávamos para aquecer o corpo. Mas, como sempre nas minhas viagens, algo diferente TINHA que acontecer – já tô rindo antes de contar.

Nesse dia estava ventando muuuito e o rio estava com uma forte ondulação, que fazia o barco subir e descer rapidamente. Meu medo real era de ficar enjoado – pois sou muito fraco nesse sentido. Mas ficou tudo bem, a única coisa que consigo lembrar era do momento em que todo mundo segurou as xícaras de café, com medo delas caírem com o balançar do barco, e nossos braços simplesmente ficaram sem controle… subindo e baixando as xícaras como se fosse um brinde ensaiado… hahaha.

Eu sei que é difícil de imaginar, mas me deu um ataque de risos nessa hora que por muito pouco eu não fiz xixi na calça (juro!). Imagina eu rindo sem parar enquanto levantava e baixava a xícara sem ter o menor controle…. senhor… momentos que marcam uma viagem kkkk

Voltando a navegação, que é o que interessa, o cenário ao nosso redor era tão lindo que não tínhamos como ficar fechados no conforto do restaurante. Criamos coragem, com todo frio e vento que fazia, e fomos curtir a viagem na parte externa do barco.

Passeio de barco: avistando o Monte e Glaciar Balmaceda

A navegação percorre os Fiordes de Última Esperança (Seno de Última Esperanza), onde a água reluz uma tonalidade verde bem densa. Um visual apaixonante e que faz toda viagem valer a pena.

Navegação Glaciar Balmaceda e Serrano

Navegação Glaciar Balmaceda e Serrano

Durante o passeio somos surpreendidos por cachoeiras que brotam das montanhas, todas formadas pelo degelo das geleiras. É até difícil descrever a beleza formada simplesmente pela mão da natureza.

Cachoeira - Navegação Glaciar Balmaceda e Serrano

Logo também podemos avistar uma das estrelas do dia, o Monte e Glaciar Balmaceda. Um visual que surpreende e impacta, tamanha é a força e beleza da natureza bem diante dos nossos olhos.

Monte e Glaciar Balmaceda - Patagônia Chilena
Monte e Glaciar Balmaceda – Patagônia Chilena

Como já comentei ao longo dos posts, o clima na Patagônia muda de um instante para o outro – repare como a nuvem que surgiu por trás do monte transformou o cenário.

Monte e Glaciar Balmaceda - Patagônia Chilena

O Parque Nacional Bernardo O´Higgins e o Glaciar Serrano

Depois de mais um tempo de viagem, chegamos ao Porto Toro onde nosso passeio seguiria por uma pequena caminhada pela floresta.

Parque Nacional Bernardo O´Higgins e o Glaciar Serrano

Aqui já estamos dentro do Parque Nacional Bernardo O´Higgins, onde fica o mirante para avistar o Glaciar Serrano.

Minha dica é agilizar a saída do barco e seguir o quanto antes rumo ao mirante – o caminho é super bem sinalizado e demarcado. Se você demorar, vai disputar espaço com todos que estavam no barco – não vai dar bobeira!

Parque Nacional Bernardo O´Higgins e o Glaciar Serrano

A trilha até o mirante é muito bonita e em uma parte do percurso é possível avistar a geleira ao fundo. Eu confesso que ver esse tipo de lugar, onde a natureza é viva e os traços do tempo são marcados, é algo que me deixa sem palavras.

Parque Nacional Bernardo O´Higgins e o Glaciar Serrano

Glaciar Serrano - Patagônia Chilena

O retorno pelo Rio Serrano

Depois da caminhada de volta, pegamos outro barco e seguimos para a nossa parada para o almoço. Na sequência fomos de bote Rio Serrano acima – um trajeto onde podemos avistar o Campo de Gelo Sul e os bosques nativos da Patagônia.

Glaciar Serrano - Patagônia Chilena

Por ser um barco diferente, preferi deixar a câmera guardada e curtir o visual de volta do passeio. Foi um final de dia incrível! O caminho de volta é completamente diferente de quem optou por voltar de Catamaran.

Subimos o Rio Serrano e terminamos o passeio próximo ao Hotel Río Serranoque inclusive recomendei no post sobre onde ficar em Torres del Paine.

Veja aqui os hotéis para se hospedar em Torres del Paine.

Em nosso ponto de chegada, o motorista da Flavia já estava a nossa espera. De lá seguimos de volta Puerto Natales, onde a viagem pela Patagônia entrou na reta final.

Excursão na Patagônia com FlaviaBia Expediciones

Como comentei, a agência da Flavia foi quem me deu todo suporte nessa viagem. Se você quer programar sua viagem pra lá e está procurando uma opção de agência, eu recomendo muito o serviço dela.

É importante destacar que ela oferece os passeios no verão, que é a época mais indicada para visitar a Patagônia. 

Veja aqui como é clima na Patagônia e quando fazer sua viagem.

Se quiser falar com a Flavia sobre a sua viagem, vou deixar um formulário aqui para você enviar uma mensagem diretamente pra ela. Lembre-se de falar que você viu o post no blog Um Viajante, isso ajuda muito o blog – de verdade mesmo! A Flavia inclusive oferece condições especiais para os leitores, então aproveita!!

Mais dois pontos importantes

Sempre procuro reforçar sobre a importância de reservar sua hospedagem na Patagônia com antecedência. Por ser uma viagem na alta temporada, muitos hotéis podem ficar sem vaga. Sempre que puder, faça suas reservas no Booking.com através dos links do blogassim você vai viajar tranquilo e ainda ajuda o blog, sem gastar nada a mais com isso.

Por fim, não se esqueça de contratar o Seguro Viagem! Ele não é obrigatório, mas é realmente importante. Eu mesmo tive um perrengue no começo dessa viagem e estaria ferrado se não tivesse o seguro. Aqui no blog você tem um cupom de desconto especial para fechar seu seguro, pegue neste post:

Seguro Viagem América do Sul – Informações e cupom de desconto

E é isso! Se tiver alguma dúvida ou quiser compartilhar sua experiência em uma navegação pela Patagônia, fica à vontade para deixar um comentário! Precisando, é só dar um grito! Valeuuu!

Expedição Patagônia

About The Author

Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

Related posts

1 Comentário

  1. Marcelo Schor

    Certamente este passeio foi um dos mais bonitos que já fiz. A primeira vez foi em janeiro de 1979 quando ainda adolescente conheci a região com meus pais. Nessa época o cenário do Ventisquero Balmaceda era ainda mais bonito e o gelo praticamente tocava as águas do fiorde. Voltei em 2003 e o gelo já estava em recesso, parando alguns metros acima da orla. Pelas suas fotos, o recesso continua aumentando. É triste constatar os efeitos do aquecimento global ao longo dos anos.

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *