COTA para Compras no Paraguai: qual o valor e limite por pessoa?

Você sabia que existe um limite de valor para compras no Paraguai, o qual você não precisa pagar imposto? Veja aqui qual a cota para ficar dentro da faixa de isenção, os limites do que você pode trazer e como calcular a cobrança do imposto para o valor que passar da cota.

Entre os passeios mais procurados de quem planeja uma viagem para Foz do Iguaçu, o bate volta para Ciudad del Este está sempre entre os destaques. A oportunidade de fazer compras no Paraguai, mesmo com o dólar nas alturas, chama a atenção da maior parte dos viajantes.

E se você pensa que com o dólar caro as compras deixaram de valer a pena, não se engane: fazer compras no Paraguai pode render uma boa economia! Eu mesmo, que cheguei lá um pouco descrente de encontrar produtos baratos, fiquei surpreso quando fiz a conversão e vi como, ainda hoje, vale muito a pena comprar no Paraguai.

É claro você não deve sair comprando tudo sem antes pesquisar e comparar valores. O que posso dizer, de uma forma geral, é que eletrônicos, celulares, computadores, cosméticos, perfumes e maquiagens, por exemplo, chegam a custar até a metade do preço que pagamos no Brasil.

Essa diferença de preços vai depender, entre vários fatores, da marca do produto e também do valor final. Algumas marcas que, por exemplo, também produzem equipamentos no Brasil, costumam não ter uma economia tão significativa. Já em produtos importados, sim, a diferença normalmente é grande.

E o valor final do produto também interfere por uma questão muito importante: a cota de compras no Paraguai. Existe um limite para você comprar e não ter que pagar imposto – e isso totalmente dentro da legalidade.

Como esse é um assunto muito importante para quem pensa em fazer compras no Paraguai, decidi organizar esse post com todos os detalhes sobre a cota, os limites do que você pode trazer e como funciona a cobrança de imposto para o que ficar acima da cota.

Qual a cota para compras no Paraguai em 2021?

A atual cota mensal para compras no Paraguai é de US$500 dólares por pessoa. Gastando até esse valor, o viajante pode entrar com suas compras no Brasil sem a cobrança de impostos. Vale reforçar que esse é um valor individual e não pode ser combinado ou transferido para outra pessoa. Por exemplo:

Se você estiver no Paraguai acompanhado de mais uma pessoa, cada um de vocês terá a cota de US$500 dólares individualmente. Se você comprar um produto de US$1.000, por exemplo, não é possível dizer que compraram o produto juntos. Nesse caso, US$500 dólares estarão acima do limite da cota e você deverá declarar e pagar o imposto sobre esse valor excedente.

É importante lembrar que essa cota é mensal, ou seja, se você voltar a fazer compras em menos de um mês no Paraguai, passando do valor da cota, deverá pagar o imposto sobre o excedente. 

Veja aqui onde comprar no Paraguai com segurança


Como calcular o imposto para compras acima da cota?

O cálculo do imposto que você deverá pagar caso suas compras ultrapassem a cota de isenção é bem simples: o imposto é de 50% sobre o valor excedido na compra. Seguindo o exemplo:

Se você comprar no Paraguai um produto no valor de US$1.300 dólares, terá US$500 dólares dentro da cota e US$800 acima da cota. O imposto de 50% será sobre esses US$800, resultado em um imposto de US$400.

Para saber o valor final do produto, nesse exemplo, você deve somar o valor pago no Paraguai, US$1.300 dólares, mais o valor do imposto, que foi de US$400. Seu produto terá o valor final de US$1.700.

Veja aqui o que comprei no Paraguai na última viagem


Como declarar e pagar o imposto caso a compra ultrapasse o valor da cota?

Caso você faça uma compra e ultrapasse o valor da cota, é necessário emitir um documento para o pagamento do imposto. O documento, chamado de e-DBV (Declaração Eletrônica de Bens do Viajante), deve ser emitido online no site da Receita Federal. Caso esteja utilizando seu computador ou notebook pessoal, acesse o site:

Ao chegar na Aduana brasileira em Foz do Iguaçu o procedimento é simples e um fiscal acompanha o processo com você. Vale destacar que lá mesmo existem computadores para o acesso ao site e emissão da guia de pagamento.

Se você for pagar em dinheiro, é necessário ir até uma agência bancária ou unidade dos Correios. Nesse caso, deverá deixar sua compra na Receita, realizar o pagamento e retornar com a guia paga para retirar seus bens.

Caso opte por pagar com cartão de débito, o procedimento é feito lá mesmo na Aduana – você não precisará sair ou deixar suas compras. Vale forçar que o pagamento é feito em reais, com base na cotação do dia, e não é possível pagar o imposto com cartão de crédito.


Transporte para ir e voltar do Paraguai

Aproveitando que você está planejando suas compras no Paraguai, quero deixar aqui minha sugestão de transfer para ir e voltar de Ciudad del Este de forma segura e sem gastar muito. Como Uber não tem autorização para atravessar a fronteira e carregar suas compras pela Ponte da Amizade não é a melhor ideia, recomendo que feche um transporte com uma agência.

Eu utilizei o transfer da Loumar Turismo e super-recomendo. Além de ser barato, ele te deixa em um ótimo ponto para você fazer o seu roteiro de compras no Paraguai. Vale destacar que se você fechar o transporte e alguns passeios, ainda vai receber um desconto especial por ser leitor do blog Um Viajante.

Vou deixar aqui o link para você fazer uma cotação não só do transporte para o Paraguai mais também para outros passeios na região de Foz do Iguaçu. Ao comentar que é leitor do blog, além de ganhar um desconto, você ajuda com o meu trabalho por aqui – eu agradeço muito.

Limites de compras no Paraguai

Outro ponto muito importante que você deve se atentar é que, independentemente do valor gasto no Paraguai ou da cota de isenção, alguns produtos têm regras, exceções e limites que você deve respeitar.

Enquanto alguns produtos têm limitações em questão de quantidade, outros podem necessitar de autorização prévia para compra e alguns, também, são proibidos de entrar no Brasil. Veja atentamente a lista publicada pela Receita Federal e evite problemas durante suas compras no Paraguai:

PODE TRAZER E NÃO PRECISA PAGAR IMPOSTO

  • Livros, folhetos e periódicos, sem restrições de quantidade;
  • Itens de uso ou consumo pessoal, desde que usados e compatíveis com as circunstâncias e duração da viagem. Ex: 1 relógio usado, 1 máquina fotográfica usada, 1 telefone celular (filmadoras, computadores e tablets não são isentos).
  • Bens para atividades profissionais, desde que com termo de responsabilidade pelo uso.
  • Itens novos e presentes que somem, no máximo, US$ 500.

PODE TRAZER, MAS SÃO SUJEITOS À TRIBUTAÇÃO

Valendo a cota de isenção de US$ 500 para quem atravessa a Ponte da Amizade. Quem viaja ao exterior e retorna por via aérea tem ainda isenção de impostos para compras de até US$1.000 nos Free Shops localizados na área internacional dos aeroportos brasileiros.

  • Roupas e artigos de vestuário.
  • Produtos de higiene e beleza.
  • Equipamentos eletrônicos.
  • Produtos de origem vegetal industrializados, embalados e lacrados.
  • Chocolates, doces e geleia.
  • Vinhos e bebidas em geral.
  • Azeite e café (solúvel, torrado e moído).
  • Pó para sorvetes e sobremesas.
  • Artesanato e bijuteria.
  • Presentes e souvenirs.

PODE TRAZER, MAS HÁ LIMITE MÁXIMO

  • – Alimentos processados derivados de carne: até 10 quilos.
    • Ex: salame, presunto, bacon, charque, torresmo
  • Alimentos processados derivados de leite, de ovo, produtos de confeitaria e produtos para consumo de animais: até 5 quilos/litros.
    • Ex: queijo, doce de leite, manteiga e iogurte
  • Pescados destinados ao consumo humano: até 5 quilos.
    • Ex: bacalhau, defumado eviscerado e esterilizado

PODE TRAZER, MAS HÁ LIMITAÇÃO PARA ENTRAR NA COTA DE ISENÇÃO

  • Bebidas alcoólicas: 12 litros
  • Cigarros estrangeiros: 10 maços
  • Charutos ou cigarrilhas: 25 unidades
  • Fumo: 250 gramas
  • Bens com valor até US$ 5 – até 20 unidades, no máximo 10 idênticos.
  • Bens com valor acima de US$ 5  – até 10 unidades, no máximo 3 idênticos.

PRECISAM DE AUTORIZAÇÃO

  • Alguns itens estão sujeitos a controles específicos de órgãos do governo
  • Vegetais, sementes, frutas e hortaliças frescas, flores, carne in natura: Vigilância Agropecuária (Vigiagro)
  • Remédios, produtos médicos, produtos para limpeza, instrumentos e materiais destinados à estética ou ao uso odontológico: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
  • Armas e munições: Exército Brasileiro
  • Animais silvestres: Ibama
  • Equipamento de telecomunicações: Anatel
  • Diamantes brutos: Departamento Nacional de Produção Mineral (DNMP)

NÃO PODE TRAZER – SÃO PROIBIDOS

  • Cigarros e bebidas fabricados no Brasil, destinados à venda exclusivamente no exterior.
  • Cigarros de marca que não seja comercializada no país de origem.
  • Réplicas de arma de fogo.
  • Espécies animais da fauna silvestre sem parecer técnico e licença.
  • Espécies aquáticas sem permissão do órgão competente.
  • Produtos falsificados ou pirateados.
  • Produtos contendo organismos geneticamente modificados.
  • Agrotóxicos, seus componentes e afins.
  • Mercadoria “atentatória à moral, aos bons costumes, à saúde ou à ordem pública”.
  • Entorpecentes ou drogas.

PODE TRAZER, MAS SÃO SEMPRE TRIBUTADOS

  • Bens acima do limite de isenção (Imposto de 50% sobre o valor excedido).
  • Valores em espécie, em moeda nacional ou estrangeira, acima de R$ 10 mil.
  • Veículos automotores, peças ou componentes, inclusive pneus (Se forem fabricados no Paraguai, e apenas usando as vias legais de importação).
  • Bens ou equipamentos destinados à revenda ou ao uso industrial (Se fabricados no Paraguai ou usando o sistema RTU).
  • Encomendas para terceiros.
  • Máquinas e aparelhos que requeiram alguma instalação para seu uso.

Acesse a lista completa no site da Receita Federal

Perguntas frequentes sobre compras no Paraguai

Como esse é um assunto que gera muitas dúvidas, separei alguns pontos importantes para reforçar sobre a cota, impostos e, também, algumas dúvidas frequentes. Se você tiver qualquer outra pergunta, fique à vontade para comentar no post.

Qual a cota para compras no Paraguai em 2021?

De acordo com a Receita Federal, a cota mensal para compras no Paraguai é de US$ 500 dólares por pessoa. Compras acima desse valor devem ser registradas na Aduana da Ponte da Amizade quando o viajante retorna para o Brasil.


Qual o valor do imposto sobre o que passar da cota?

O imposto que você deverá pagar é de 50% sobre o valor que passar da cota. Para um produto de U$1.000 dólares, como você ultrapassou a cota em U$500 dólares, o seu imposto será de U$250 dólares.


Se eu comprar um produto com alguém, podemos somar nossas cotas?

Não. A cota de isenção é pessoal e intransferível. Ela não pode ser combinada ou somada com a cota de alguém que estiver viajando com você.


Crianças têm cota para compras no Paraguai?

Sim. Crianças de qualquer idade, mesmo bebês, têm direito a cota de isenção de imposto assim como os adultos. A única observação é que, nesse caso, para utilização da cota das crianças, não é permitida a compra de produtos proibidos para menores de 18 anos.


O pagamento do imposto é feito em dólares ou reais?

O pagamento é feito em reais. Ao gerar o seu e-DBV, o valor do produto deverá ser preenchido em dólares. No final do processo o sistema fará a conversão e emitirá a guia para pagamento em reais.


Posso pagar o imposto com cartão de crédito?

Não é permitido pagar o imposto com cartão de crédito. Você pode pagar com dinheiro indo até uma agência bancária ou unidade dos correios. Nesse caso terá que deixar suas compras na Aduana e, após o pagamento, voltar para retirar. Outra opção, e a mais prática, é pagar com cartão de débito: você faz tudo em um único lugar e não precisa deixar suas compras.


Devo declarar compras com valor abaixo da cota?

A declaração de produtos que estejam dentro do limite de compras é opcional. Você não precisa fazer a declaração se não passar da cota.


Posso comprar no Paraguai e fazer o envio pelos Correios?

Não. A cota é única e exclusivamente para bagagem acompanhada. Qualquer produto adquirido dentro desta regra de isenção de imposto não pode ser despachado via Correios ou transportadoras.


Feche seu transporte de Foz do Iguaçu para o Paraguai

Vou deixar aqui um formulário onde você pode fechar seu transporte de Foz do Iguaçu para Ciudad del Este diretamente com a Loumar, a agência que fechei todos os meus passeios e organizou a minha viagem. Recomendo o trabalho deles com segurança:

    Quais informações tem interesse:

    Tudo sobre Foz do Iguaçu

    Quer pegar mais dicas para sua viagem? Como estou publicando vários posts sobre o destino, decidi criar um Guia Especial sobre Foz do Iguaçu. Vale a pena dar uma olhada e pegar diversas dicas para sua viagem:

    Veja aqui o Guia Especial Foz do Iguaçu 

    Espero que o post tenha esclarecido suas dúvidas sobre a cota para compras no Paraguai. Se ainda ficou com alguma pergunta, pode ficar à vontade para deixar um comentário. Valeuuu!!

    PARA SUA VIAGEM A FOZ DO IGUAÇU
    Cadastre o seu e-mail e receba dicas personalizadas até a data da sua viagem.

      RESERVE SEU HOTEL EM FOZ DO IGUAÇU
      Booking.com
      Sempre que fizer sua reserva, você contribui com o blog Um Viajante e não gasta nada a mais com isso.

      Sobre o autor

      Robson Franzói é um jovem de Curitiba que tenta inspirar outros viajantes a explorarem diferentes lugares do mundo. Decidiu correr atrás dos seus sonhos e hoje vive desse blog, seu projeto mais especial. Apaixonado por fotografia e vídeos, o garoto vive para compartilhar suas experiências e dicas dos lugares que conhece. Suas fotos já estão ficando conhecidas e seus vídeos inspiram muitos viajantes. Aproveite e acompanhe o Instagram e também o Canal Um Viajante.

      Posts relacionados

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *